Festas Gastronômicas

 
A culinária é o espelho dos costumes das etnias que escolheram Toledo para morar. A vocação do município na área gastronômica surge em 1974, indiscutivelmente, quando da realização da 1ª Festa Nacional do Porco no Rolete. A festa, que é referência no Estado do Paraná, capitaneou e consolidou o magnífico circuito gastronômico das Festas Populares do município.
Localizado no oeste paranaense, Toledo, além de maior produtor agropecuário do Paraná e sul do país, possui um dos maiores plantéis de suínos e é um dos maiores produtores de aves de corte do Estado. Como pólo de turismo gastronômico, instituído por Lei Estadual e integrado ao Programa Nacional de Regionalização do Turismo, o município, através de suas comunidades, Poder Público e setor privado, busca difundir, aprimorar, valorizar e incentivar regionalmente seus pratos típicos. Visa destacar e valorizar as comunidades no esmero dos preparos, bem como oportunizar negócios e renda.
A influência das famílias de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul, que esta terra desbravaram e aqui se estabeleceram, muito contribuiu para o fortalecimento da agropecuária e, conseqüentemente, para o desenvolvimento da cozinha local.
Toledo conta com um Núcleo Setorial de Gastronomia junto à ACIT (Associação Comercial e Empresarial de Toledo) que cuida das questões estratégicas do crescimento do mercado, aperfeiçoamento profissional e norteia as ações de segurança, saúde e higiene no manuseio dos alimentos.
A municipalidade por sua vez, com seus Restaurantes Populares, procura oferecer o que há de melhor em composição nutricional ao seu público.
Buscar novos amigos, experimentar novos sabores e vivenciar outra cultura é o que Toledo deseja oferecer aos visitantes em suas Festas Populares Gastronômicas.

Festa Do Peru
Festa organizada pela Associação de Moradores de Linha Cerro da Lola, onde se consomem mais de 400 quilos da carne de peru, além de carne de gado, acompanhada de uma variedade de saladas e pães.
Os perus são preparados com diversos recheios e esta é uma particularidade exclusiva de cada equipe de cozinha. Normalmente, são temperados com vinagre, vinho branco seco, suco de limão, molho de pimenta, sal, cebola, alho, cheiro verde, folha de louro e maionese.
O segredo do bom peru está em assá-lo em forno brando, cobri-lo com papel alumínio e de vez em quando regá-lo com o caldo da assadeira. Retire do forno quando espetar o peru e este não soltar mais líquido de sua carne.

Festa do Milho
Organizada há 15 anos pela comunidade do Distrito de Bom Princípio, a Festa do Milho projeta um dos produtos de nossa terra em diferentes pratos, como: milho cozido, bolo, pudim, pamonha, cural, pizza, canjica, doces, polenta com queijo e o famoso pão de milho. A forma de preparo de cada prato à base de milho é sempre um segredo, o que garante o sucesso da festa.
 
Festa do Leitão à Sarandi
Festa que há 13 anos vem consolidando a comunidade de Novo Sarandi no cenário gastronômico do município. São dezenas de leitões abertos assados por inteiro em grelhas especiais.
O tempero, grande segredo dos seus idealizadores, a técnica no assar e a forma de criar a pururuca é que chamam a atenção do público visitante, no grande dia do evento. A comissão organizadora também oferece carne de gado como outra opção no cardápio. O prato principal acompanha mandioca com bacon, várias saladas e cucas caseiras.
 
Brüderfest
A forte influência alemã na comunidade de Dois Irmãos faz o diferencial de uma festa que tem 13 anos de tradição. A mudança de sua realização, agora a cada dois anos, busca um maior profissionalismo em sua estruturação. A festa típica, cujo nome significa “Festa de Irmãos”, onde, aproximadamente, 2.000 quilos de produtos são consumidos, apresenta sua cozinha com: diversos salsichões, eisbein (joelho de porco com chucrute), cucas, pães e saladas. As salsichas são normalmente feitas de carne, toucinho, miudezas, sal e outros temperos.
  
Festa do Porco Recheado e Assado ao Forno
A comunidade de Linha São Paulo se organizou e há 12 anos vem apresentando uma festa estruturada, com um prato especial à base de carne suína.
Os visitantes saboreiam o assado principal em conjunto com carne bovina, saladas, cucas recheadas e pães.
O recheio de carne moída, leva mais 10 ingredientes já pré-cozidos. O porco, após recheado, é levado ao forno e fica assando por mais de 6 horas, garantindo sabor especial, muito apreciado.
  
Ipiranga Fest
Tradicional festa popular, há 18 anos a comunidade de Vila Ipiranga organiza o seu prato típico: porco assado na grelha. A festa inicia uma semana antes com seu famoso Café Colonial, seguido de Baile.
São mais de 2.500 quilos de carne suína, oferecidos ao grande um público visitante.
O caldo do tempero (sal, pimenta, tomate, cebola, alho, caldos, orégano, limão e vinho branco seco) é batido no liquidificador e injetado nas partes mais grossas do porco um dia antes. A grelha é forrada com papel alumínio e muito fogo é utilizado no início do assado. O porco é colocado com a sua parte aberta para baixo e coberto. O segredo está em mantê-lo, sem virar, em fogo brando por 5 horas. Acompanham o prato, saladas variadas, cucas e pães.

Festa do Leitão Desossado à Xaxim
Com um grande baile de abertura, uma semana antes do grande dia, a comunidade faz o lançamento da sua festa popular. Há 9 anos o leitão desossado vem sendo o marco da gastronomia em Xaxim. O grande segredo do leitão está na técnica de desossar e no seu tempero.
O lote de leitões destinados à festa é tratado com alimento especial, composto por milho, farelo de soja e outros, antes de seu abate. Com o leitão já aberto é realizado o tempero, colocado o recheio e levado ao forno em papel alumínio por 6 horas. A base do recheio é de carne bovina em conjunto com outros ingredientes. A formação da pururuca se dá quando da retirada do papel alumínio.
  
Festa do Agnoline
A força e a tradição da etnia italiana na Linha Mandarina, fez a sua comunidade organizar a festa popular de Agnoline. Preparada no mês de junho, para aquecer seus visitantes, é um dos pratos mais apreciados e o seu sabor e aroma são inconfundíveis.
Massa feita com ovos, farinha de trigo e água, recheada com carne de frango. Inicialmente os ingredientes (sal, cebola, bacon, salsinha, cebolinha, folha de louro e músculos) são fritos e colocados em uma panela grande contendo água fervendo, para formar o caldo. Acrescenta-se o agnoline, os ovos cozidos e o tempero verde. Deixa-se ferver até a massa dar o ponto. Acompanham o prato, queijo ralado, torradas e pães. Um bom vinho também é servido.
 
Noite Típica Italiana
Organizada pela Associação de Moradores e pela diretoria da Capela Santo Antônio, a comunidade da Linha Tapuí criou a sua Festa Popular baseada nas massas tipicamente italianas.
A noite se inicia com a entrada de vários tipos de frios, queijos, molhos, torradas e morcilha. O jantar prossegue com macarrão temperado com ervas finas e molho de frango, nhoque com lingüiça, tortei, lasanha, polenta recheada e brustolata (tostada na chapa) ao molho branco, fortaglia com salame, radiche coti, carne de porco e galeto. Acompanham conservas, saladas e pães.
 
Concórdia Fest
A comunidade do Distrito de Concórdia do Oeste organiza a sua festa há 7 anos. Um grande baile de lançamento, uma semana antes, antecede o grande dia. Todos da comunidade se envolvem na organização da festa, para servir o melhor da carne suína ao público presente.
O porco é desossado, temperado com sal, pimenta, alho e demais condimentos a gosto, e deixado marinar por 10 horas. É assado em grelha, por aproximadamente 6 horas, depois coberto por mandioca cozida, bacon frito e, por último, queijo ralado. Após mais uma hora ao fogo, o prato é servido com saladas, cucas e pães.
  
Festa do Costelão à 41
A comunidade do km 41, preocupada em conservar as origens dos que se estabeleceram no local e o propósito de manter as tradições do seu povo, escolheu o costelão bovino como prato principal da sua Festa Popular.
A costela é temperada, moderadamente, dos dois lados com sal grosso. No ponto mais alto da churrasqueira é colocada a costela, com a parte do osso para baixo, ajustada na grelha. Quando a carne começar a soltar das ripas, vira-se a costela com a parte da gordura para baixo mais algumas horas. O prato é servido com saladas variadas, cucas e pães diversos.
  
Festa do Leitão Assado na Estufa
Com um magnífico Café Colonial seguido de Baile, uma semana antes da festa, a comunidade de Vila Nova faz o lançamento de sua Festa Popular. A carne suína predomina e a sua especialidade está em assar os leitões abertos em grelhas e colocá-los em estufas artesanais. Carne de gado também é oferecida ao público, acompanhada de saladas, cucas e pães.
São leitões de, aproximadamente, 23 quilos, colocados em pé, em grelhas especiais e acondicionados em estufas que permanecem ao fogo, em média, por 7 horas.
Seu tempero, a base de sal, limão, salsa, cebolinha e vinho, é injetado nas partes do leitão com seringas especiais, um dia antes do evento.
O detalhe final do prato está na formação da pururuca e decoração.
  
Festa do Leitão à Paraguaia
Festa Popular organizada pela Linha São Salvador, há 9 anos, identifica o Leitão à Paraguaia como sinônimo de boa cozinha.
São mais de 1.800 pessoas que saboreiam este delicioso prato. A comissão organizadora também oferece carne bovina aos presentes.
O leitão é preparado e assado aberto sobre brasas em grelha especial, na posição horizontal. O segredo está no tempero que leva (sal e ervas especiais) e no preparo peculiar uma hora antes de servir, acompanhado de saladas, cucas e pães.
 
Festa da Ovelha e Costelão ao Fogo de Chão
Há 17 anos o Distrito de São Luiz do Oeste organiza a sua Festa Popular e tem na ovelha e no Costelão o principal prato. A técnica utilizada para assá-los é o fogo de chão.
Os ingredientes para os temperos, tanto da ovelha como do costelão, são segredos não revelados, porém sabe-se que contêm sal, alho, pimenta, vinho, manjericão, alecrim e outras ervas.
A arte de bem assar a ovelha e mantê-la suculenta, está no preparo e rega do marinado, enquanto encontra-se no braseiro.
No costelão dois segredos são necessários para deixá-lo no ponto: um é sempre manter o mesmo calor, completando pouco a pouco a lenha, e o outro é deixar a costela inclinada sobre o fogo, para que ela receba mais calor. Não cair na tentação de retirar a costela antes de 6 a 7 horas de fogo. Acompanha o prato saladas variadas, cucas e pães.
  
Toledo Fest
Trata-se de uma festa em comemoração ao aniversário do Município, organizada pelas Comunidades e pelo Poder Público.
Servidos no Centro de Eventos Ismael Sperafico, os pratos gastronômicos para o almoço variam de ano para ano. São escolhidos das Festas Populares existentes no município. A programação segue à noite, na Praça Willy Barth, com missa solene, na Catedral Cristo Rei, apresentações artístico-culturais, shows musicais, corte do bolo e queima de fogos de artifício.
 
Festa Nacional do Frango
Há 27 anos a comunidade de Dez de Maio apresenta Café Colonial seguido de Baile como lançamento de sua Festa Popular. O grande dia reserva a todos os presentes vários pratos a base de frango, ave criada e abatida em larga escala no município.
A comissão organizadora oferece, aos presentes, 2.000 quilos de carne de frango, além de carne bovina e acompanhamento de saladas, cucas e pães.
  
Michel’s Fest
A técnica de assar um costelão inteiro, em espeto especial e na estufa, é responsabilidade da comunidade do Distrito de São Miguel, há 17 anos.
O costelão é assado, por inteiro, próximo a 33 quilos, após ser condimentado (sal temperado, sal fino, alho, cebola, vinho branco seco) por aproximadamente 15 horas, e, posteriormente, vai ao fogo por 7 horas dentro de estufa. Outras carnes, como galeto de frango e alcatra, são oferecidas aos participantes da festa. Acompanha saladas, maionese, cuca alemã, preparada em forno de barro, e muito chopp.
  
Festa Nacional do Porco no Rolete
Conta a história que de um simples desafio entre amigos, usando a matéria-prima abundante no município, o porco, resolveram promover um torneio no qual seria vencedor aquele que apresentasse a mais saborosa receita de um suíno assado por inteiro. A brincadeira deu certo e a principal Festa Popular de Toledo tem hoje 38 anos.
O Porco no Rolete já representou o Brasil em Festival Gastronômico a base de carne suína, nos Estados Unidos, e foi inspiração para os amantes do samba no Rio de Janeiro, desfilando na Passarela do Samba, representando o Estado e a culinária Paranaense.
A Festa é realizada nas dependências do Clube Caça e Pesca de Toledo. Endereço: Estrada da Usina, km5, s/n, Toledo/Paraná. Contato com a Comissão Central Organizadora, pelos telefones: (45)3252-2055 / (45)3252-4542.