comunicacao.fabio 18 de junho de 2018 at 10:51h

"Cão sem Plumas" que se apresentou em Toledo vence Benois de la Danse

Pouco tempo após impressionar um grande público no Teatro Municipal de Toledo, a dançarina e coreógrafa Deborah Colker, diretora da Deborah Colker Cia de Dança, conquistou o Benois de la Danse na última semana (dia 05 de junho), com o “Cão sem Plumas”. O prêmio é um dos mais importantes realizados na Rússia.

 

O espetáculo, que estreou no Recife em 2017, é baseado em um poema homônimo de João Cabral de Melo Neto e narra as agruras do sertão nordestino. Na apresentação brasileira, que chegou a São Paulo no mesmo ano, cenas de um filme realizado por Deborah e pelo pernambucano Cláudio Assis eram projetadas no fundo do palco e dialogavam com os movimentos dos bailarinos.

 

A dançarina fundou a companhia em 1994, quando encenou o espetáculo "Vulcão" no Theatro Municipal do Rio. Ao longo de sua trajetória, o grupo recebeu prêmios como o do Ministério da Cultura, o Rio Dança e o britânico Laurence Olivier Awards.

 

Toledo só ganha

A arte da dança vem crescendo e ganhando força em Toledo. A secretária de Cultura, Magda Ritter, vê esse momento de forma muito positiva e comemora a premiação. “Estamos satisfeitos com o resultado do trabalho desenvolvido junto ao segmento dança em nosso município. Tanto que não medimos esforços para trazer para o palco do Teatro Municipal uma das mais aclamadas Companhias de dança do mundo: Deborah Colker, que recentemente esteve em Toledo nos agraciando com o belíssimo espetáculo ‘Cão sem Plumas’. O prêmio russo é um dos mais importantes prêmios internacionais da dança: o Prix Benois de la Danse, que é considerado o Oscar da Dança”, pontuou.

 

Magda diz que isso aumenta a responsabilidade em relação a essa linguagem cultural. “Temos muitos talentos em nosso meio e percebemos como a dança colabora no aprimoramento das pessoas. Com isso aumenta a responsabilidade da Secretaria da Cultura em relação ao desenvolvimento das políticas públicas culturais. Nosso trabalho, enquanto gestão, visa aproximar os profissionais da área, buscando envolvê-los na construção de uma identidade cultural para a dança na cidade, bem como incentivar as diversas modalidades da dança como expressão cultural, realizando eventos que valorizem a produção local e viabilizar projetos que oportunizem o acesso à dança”, salientou.