eliane.torres 19 de mai de 2017 at 17:15h

Secretaria de Juventude desenvolve projeto de incentivo à leitura

Já pensou em encontrar um livro no banco do ônibus e descobrir que foi deixado ali pra você? Pois é, isso pode acontecer em Toledo a partir deste final de semana. Na tarde da última quinta-feira (18) representantes da Secretaria Municipal de Juventude tiveram uma reunião com a gerência da empresa Sorriso, responsável pelo transporte público em Toledo, para tornar isso possível.

A pauta da reunião era criar alternativas de incentivo a leitura usando como estratégia o transporte público coletivo. Livros serão “esquecidos” nos ônibus para que possam ser encontrados pelos usuários. Um bilhete será deixado junto com o livro explicando essa nova ação, intitulada de LLD (Leve, Leia e Devolva). O bilhete sugere que o usuário leia o livro e devolva a um dos centros da juventude ou que seja deixado do mesmo jeito que foi encontrado.

Hoje a Secretaria de Juventude possui um acervo de aproximadamente 2400 livros, distribuídos nas bibliotecas dos dois centros da juventude, no Jardim Europa e no Jardim Coopagro. Mas segundo o diretor de Apoio a Juventude, Jairo Luiz Cerbarro, existe pouca circulação dos títulos nesses espaços e por conta disso a Secretaria resolveu utilizar de outras estratégias para que a leitura seja estimulada no município de uma forma democrática.

“Ao ver em um programa de televisão que algo semelhante acontecia em outras cidades do Brasil decidimos tentar essa experiência aqui em Toledo”, contou Jairo. Nessa primeira etapa foram separados 12 livros que tinham exemplares repetidos para fazer a experiência. “A intenção é que as pessoas leiam e depois retornem o livro para um dos centros da juventude ou para o motorista do ônibus”, explica o diretor.

A empresa foi bem receptiva e, segundo Jairo, “comprou a ideia na hora”. “Nós recebemos com bons olhos, até porque entendemos que é fundamental o incentivo a leitura, pois o hábito do brasileiro é ler pouco. Essa é uma forma de dar acesso ao livro e desenvolver o hábito da leitura”, salientou o gerente geral da Unidade de Toledo, Daniel Kopicz.

A parceria foi tão produtiva que de imediato a empresa já incrementou mais alguns exemplares e anunciou que fará uma campanha interna com os colaboradores que queiram disponibilizar outros livros para o projeto. “Essa será a primeira experiência da empresa. Nós temos consessões em outras cidades do Brasil e se der certo vamos procurar parcerias para levar essa experiência para as outras unidades”, informou o gestor da unidade de Toledo.

A Secretaria de Juventude irá avaliar a receptividade do público e, caso tenha boa repercussão, deve propor parceria para o Clube da Poesia e para a Academia de Letras de Toledo. O objetivo é também incentivar a circulação do conteúdo produzido por artistas locais.

 

Texto: Dielson Pickler