funtec.michelle 01 de agosto de 2012 at 16:32h

Sistema de biogás gera energia no Aterro Sanitário de Toledo

Sustentabilidade é a palavra de ordem no Aterro Sanitário de Toledo. No mês de julho foi inaugurado no local um sistema de aproveitamento de biogás para geração de energia elétrica. O novo sistema foi instalado em abril deste ano e estava em fase de testes, até que fosse aprovado. O empreendimento exigiu um investimento de aproximadamente R$ 90 mil.
De acordo com o engenheiro civil da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e técnico responsável pelo Aterro Sanitário de Toledo, Flávio Augusto Scherer, a primeira experiência com o aproveitamento de biogás no Aterro foi com uma bomba de recirculação de chorume (líquido proveniente da decomposição do lixo) das lagoas de tratamento. “Há cerca de dois anos foi implantada uma motobomba e analisamos o desempenho do sistema, se era viável, se a manutenção era alta ou baixa, se era fácil de operacionalizar. Depois disso, avaliamos no período que o sistema era viável, apresentou bons resultados e a partir desta experiência partimos para a compra de um gerador de energia elétrica a biogás”, afirmou.
Em 2011, a equipe da Secretaria do Meio Ambiente licitou a compra de um gerador de energia elétrica a biogás com capacidade de 50 kVA. Os testes foram iniciados em abril de 2012 e concluídos em julho. Neste período foi feita toda infraestrutura de captação do biogás do Aterro Sanitário. “Instalamos o abrigo do gerador, o equipamento, e posteriormente testamos. Até então foram feitos alguns ajustes com relação ao equipamento para obter o desempenho necessário de atendimento da demanda de energia elétrica da Central de Triagem”, salientou.
O gerador de energia é composto por um motor de seis cilindros adaptado a biogás e um conjunto de dois filtros de limalha de ferro para retenção do gás sulfídrico - presente no biogás para aumentar a vida útil do mesmo. Além disso, existe um equipamento chamado soprador que auxilia na vazão de gás entre o Aterro Sanitário e o local onde está instalado o gerador. “Este equipamento atende toda demanda de energia elétrica do sistema predial elétrico do Aterro Sanitário. Deixamos de usar a energia elétrica proveniente da concessionária para usar este do biogás, economizando dinheiro”, ressaltou o técnico.
 
Sustentabilidade
Scherer acrescentou ainda que o sistema de aproveitamento de biogás para geração de energia elétrica é um modelo autossustentável. “A vantagem disso tudo é que o gás metano (biogás) que estaria sendo descartado na atmosfera, agredindo a camada de ozônio, está sendo usado em benefício do próprio Aterro Sanitário, diminuindo os custos de operação do Aterro”, finalizou.
 
Funcionamento do sistema
O resíduo domiciliar é colocado nas células de disposição de resíduos. Um sistema de drenos verticais (chaminés) drena o gás metano produzido nas células no processo de decomposição orgânica. Na parte superior de cada dreno vertical é colocada uma mangueira para a captação do gás. O gás é conduzido por esta mangueira até o gerador de energia elétrica, próximo da Central de Triagem. Um soprador auxilia na condução do gás pela mangueira. O gás metano passa então por um filtro de limalha de ferro e, então, é conduzido para queima em um motor à combustão adaptado e acoplado ao gerador. A energia elétrica produzida é utilizada na Central de Triagem de Recicláveis, sendo consumida nas prensas, esteiras, iluminação e no sistema elétrico da edificação.