comunicacao.fabio 31 de outubro de 2018 at 17:29h

Toledo é a 5ª melhor cidade do Paraná para se investir e 43ª no país

 

Oportunidades para diversas áreas de negócios e qualidade de vida: essas são algumas das principais características apontadas por aqueles que escolheram Toledo para viver. Uma cidade promissora. Toledo faz parte do ranking das 100 cidades do país para investir em negócios. A pesquisa foi realizada pela revista Exame e divulgada neste dia 31 de outubro.

 

A indicação não é novidade. No ano passado, o município ocupava a 58ª posição. Neste ano, a cidade melhorou e conquistou a 43ª posição do país e a 5ª entre as cidades do Paraná. Para chegar aos resultados, foram avaliados 42 indicadores subdivididos entre aspectos voltados à sociodemografia, saúde, educação, economia, transporte e às áreas financeiras e de infraestrutura.

 

Reconhecido economicamente pelo agronegócio, como polo universitário, modelo de estradas rurais e na área social: possui dois Centros da Juventude e dois Centros de Revitalização da Terceira Idade, 36 escolas municipais, 28 Centros Municipais de Educação Infantil, CEU das Artes, projetos sociais, e escolinhas de diversas modalidades de esportes.

 

Melhor para se morar

Toledo também é destaque em outro indicador importante: é considerada, hoje, uma das melhores cidades do Paraná para se morar. O município está entre as 100 cidades mais desenvolvidas do Brasil. É o que revela o índice FIRJAN de Desenvolvimento Municipal de 2018. O município ocupa a 7ª posição nesse ranking.

 

Segundo o prefeito Lucio de Marchi, esse é mais um motivo para comemorar. “Os investimentos realizados em Toledo refletem esse resultado. Ações que visam melhorar a vida da população. Temos investido em todas as áreas: infraestrutura rural e urbana, educação, meio ambiente, saneamento básico, esportes e principalmente na saúde, onde concentramos mais de 28% dos investimentos, enquanto o limite mínimo constitucional é de 15%.”

 

Ele cita que hoje a Administração se empenha em atrair mais investimentos com a instalação dos parques industriais, Biopark e o início dos voos comerciais. A cidade realiza todas as adequações no Aeroporto Municipal e aguarda a certificação da ANAC. “Vamos impulsionar nossa cidade economicamente com mais logística”, comenta o prefeito.

 

O prefeito reforça que a cidade é conhecida pela qualidade de vida.  Aproximadamente 82% da cidade tem cobertura de saneamento básico. Recentemente foram mais R$ 30 milhões em Estações de Tratamento de Esgoto (ETE) e outras obras estão em andamento, como a ampliação do sistema de esgotamento sanitário. Outro fator importante é que Toledo concentra onze universidades e faculdades. Esse polo acadêmico gera formação superior e qualificação profissional, e consequentemente, oportunidade de emprego e renda.

 

"Um polo em desenvolvimento e que atrai novos investidores. Assim estamos trabalhando por uma Toledo cada vez melhor”, comenta o Secretário de Desenvolvimento Econômico, Tecnológico e Inovação em Turismo, Cristiano Rocha.

 

GESTÃO

Na avaliação do economista e professor, Jandir de Lima, o ranking é muito positivo e os indicadores da pesquisa podem ajudar o poder público a planejar as mudanças.  “Toledo está entre os cinco melhores municípios para se investir no Paraná. Esses 42 indicadores tornam-se instrumentos de gestão pública tanto para Prefeitura Municipal, Governo do Estado, como também para os organismos empresariais. Se observarmos a pesquisa pelo lado da gestão, como instrumento da gestão pública, empresarial, se torna, por exemplo, um elemento para que se pense, planeje um município a curto, médio e longo prazo, principalmente pelas organizações que se preocupam com o desenvolvimento do município”.

 

Ele comenta que a revista não traz especificamente em quais indicadores o município ainda precisa avançar, porém, um indicador importante é relacionado às contas públicas. “Toledo vem fazendo, ao longo dos últimos anos, um esforço para melhorar a situação das contas públicas, haja a vista que a folha de pagamento atingiu o teto, então Toledo vinha tendo certas dificuldades para poder se enquadrar na questão da gestão fiscal, um item delicado na economia do município”.

 

FUTURO

Para o futuro e mais desenvolvimento a direção é o planejamento a longo prazo, comenta o economista. “Toledo é uma cidade universitária, recebe muitos estudantes, porém, tem que se pensar a capacidade de fixação desses universitários, ou seja, são mais investimentos incubadores de negócios empresariais, em parque tecnológico, e no fomento aos pequenos e micronegócios. São pequenas políticas que, a longo prazo ,vão ajudar Toledo a melhorar a posição no ranking. Esse índice é um instrumento de gestão para melhorar a atratividade do município”, finaliza.