Cadastro Único para Programas Sociais

O Cadastro Único para Programas Sociais foi instituído pelo Decreto n° 3.877, de 24 de julho de 2001 e depois revogado pelo Decreto nº 6.135 de 26 de junho de 2007, onde em seu Art. 2º define o Cadastro Único como um instrumento de identificação e caracterização sócio-econômica das famílias brasileiras de baixa renda, a ser obrigatoriamente utilizado para seleção de beneficiários e integração de programas sociais do Governo Federal voltados ao atendimento desse público.

 Configura-se ainda como um instrumento que tem por objetivo retratar a situação sócio-econômica da população de todos os municípios brasileiros, por meio do mapeamento e identificação das famílias de baixa renda. Também possibilita conhecer suas principais necessidades e subsidiar a formulação e a implantação de serviços sociais que os atendam.

A utilização do Cadastramento Único pelas três esferas do Governo proporciona maior abrangência dos programas sociais, ajuda a identificar os potenciais beneficiários e evita a sobreposição de programas para uma mesma família.

 

Bolsa Família 

  O Bolsa Família é um programa de transferência direta de renda com condicionalidades, que beneficia famílias em situação de pobreza e de extrema pobreza.
 

ATENÇÃO!!!

REVISÃO CADASTRAL 2011

Famílias que possuem o Cadastro Único e que não atualizam a pelo menos dois anos o cadastro devem procurar o Centro de Referência de Assistência Social-CRAS de seu território para atualizar o cadastro, sob pena de bloqueio e cancelamento do benefício Bolsa Família. Esse prazo vai até fevereiro de 2012.

Lembrando que o Cadastro Único pode dar acesso a outros programas, serviços e benefícios como:

- Baixa renda da luz,

- Baixa renda da água,

- Inscrição gratuita para concurso público federal,

- Carteirinha de passe livre interestadual para idosos acima de 60 anos que não recebem benefício do INSS,

- Inscrição na Secretaria de Habitação para as casas populares,

- Benefício eventual (auxílio natalidade, material, funeral e exame de maternidade e paternidade),

- Passe livre intermunicipal para pessoas com deficiência e algumas patologias crônicas,

- Programa Pró Jovem

- Programa BEM Toledo

- Programa Agente Jovem,

- Programa Florir Toledo,

- Cursos oferecidos pela Secretaria de Assistência Social,

- Contribuição no INSS com alíquota de 5% sobre 1 salário para as mulheres que trabalham apenas no âmbito de sua residência,

- Atendimento e participação nas atividades desenvolvidas nos CRAS.

Para saber mais informações procure o CRAS de seu território!

 

ATENÇÃO FAMÍLIAS QUE TEM O CADÚNICO, RENDA DE PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA E NAO RECEBERAM O CARTÃO PARA SAQUE DO BENEFÍCIO!

ANEXO SEGUE LISTAGEM DE FAMÍLIAS QUE FORAM INCLUIDAS NO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA MAS NAO RECEBERAM O CARTÃO PARA REALIZAR O SAQUE DO BENEFÍCIO. AS FAMÍLIAS IDENTIFICADAS DEVEM PROCURAR A AGENCIA DA CAIXA ECONÔMICA EM TOLEDO MUNIDAS DE DOCUMENTO COM FOTO E RETIRAR O CARTÃO. TAMBÉM DEVEM PROCURAR O CRAS DE SUA REGIÃO PARA ATUALIZAÇÃO DO CADASTRO ÚNICO.

 

LOCALIZAÇÃO DOS CRAS