suzi.lira 23 de janeiro de 2020 at 17:07h

Aeroporto Luiz Dalcanale Filho completa 66 anos com excelentes resultados para comemorar

O Aeroporto Municipal Luiz Dalcanale Filho completa nesta sexta-feira (24), 66 anos, com excelentes resultados e conquistas a serem comemorados. A aproximadamente um ano, na data de 09 de janeiro de 2019 em um dia histórico para o município de Toledo, decolou o primeiro voo comercial da Azul Linhas Aéreas entre Toledo e Curitiba. Depois de anos sem voos comerciais a cidade voltou a rota aeroportuária, vislumbrando o desenvolvimento econômico local e de toda a região, sendo também mais uma opção de transporte, com qualidade e agilidade entre Toledo e a capital paranaense.

No primeiro momento os voos de Toledo a Curitiba e da capital até Toledo eram semanais, decolando todas as quartas-feiras. Logo depois, mais precisamente no mês de junho os voos passaram a decolar diariamente, com exceção dos sábados.

Certificação definitiva do Aeroporto

Depois de 66 anos o Aeroporto Luiz Dalcanale Filho tem muita história para contar, mas em boa parte dessa rica história os voos comerciais foram raridade no local e desde o ano de 2011 não sobrevoavam os céus toledanos. Por isso depois de pouco mais de um ano da volta dos voos comerciais os motivos para comemorar são muitos como a Licença definitiva da estrutura.

No dia 31 de dezembro de 2019 o Aeroporto Luiz Dalcanale Filho recebeu da Agência Nacional de Viação Civil (Anac), o certificado de Operação Nacional de Aeroporto. A Prefeitura, operadora do Aeroporto teve por aproximadamente um ano o certificado provisório. Com o certificado a operadora tem inúmeros benefícios, principalmente ligados aos quesitos da segurança da estrutura aeroviária.

O prefeito, Lucio de Marchi, ressalta a importância do Aeroporto para o município e toda a região. “ O Aeroporto Luiz Dalcanale Filho chega aos seus 66 anos com mais de 26 mil pessoas tendo decolado ou  pousado em Toledo, através do voo diário entre Toledo e Curitiba, que opera por meio da Azul Linhas Aéreas há pouco mais de um ano. Esse é um número significativo e capaz de ratificar a importância dessa estrutura para o município e toda uma região”.

Para o diretor do Aeroporto Luiz Dalcanale Filho, Luciano Puzzi, a certificação definitiva junto a ANAC foi a maior conquista do Aeroporto nos últimos anos. “O nosso Aeroporto possui uma história de muitos anos, mas operou com voos regulares em períodos curtos de sua história. Por isso o que se viu em 2019 e no início deste ano é algo espetacular, principalmente por conseguirmos a certificação definitiva junto a ANAC, algo que nos dá mais tranquilidade e segurança para poder trabalhar e atender bem os usuários desta estrutura”, destaca o diretor.

A certificação dá ao Aeroporto o cumprimento de todos os itens necessários para que as operações previstas transcorrem com total segurança. Aviões do tipo ATR-72 da Azul poderão operar somente em Condições Meteorológicas de Voo Visual (VMC).

Número de embarques

Depois de pouco mais de um ano de funcionamento para os voos comerciais os números de embarque e desembarque tem demonstrado a importância do Aeroporto Luiz Dalcanale Filho para o crescimento do município. Do dia 09 de janeiro de 2019 até a presente data foram 13.744 embarques e 12.590 desembarques, o que mostra que nestes pouco mais de um ano 26.574 pessoas voaram com a Azul Linhas Aéreas em Toledo. Ao todo foram 479 operações no Aeroporto de Toledo entre pouso e decolagens, com uma média de 58 embarques e 53 desembarques.

Luciano Puzzi, ressalta que os números de embarques e desembarques têm sido ótimos desde o início das operações até o momento. “São números expressivos e que evidenciam, que os voos comerciais eram um movimento necessário para o avanço do município em vários aspectos. Os números ainda demonstram que Toledo tem público para ter voos diários até a capital e também evidenciam que a estrutura do Aeroporto tem atendido muito bem os seus usuários. Ainda vale ressaltar que a aeronave tem capacidade para 70 passageiros e quase sempre voa lotada ou próxima de sua lotação, algo que é muito significativo”, destaca.

 

 

Infraestrutura

Nos últimos anos para que o Aeroporto Municipal pudesse operar para voos diários foram necessárias uma série de reformas e adequações. Nos dois anos que antecederam o início da operação da Azul no município foram realizadas melhorias como o recape da pista; reforma do terminal; construção da nova cerca; aquisição de computadores e demais equipamentos; nova pavimentação; pintura  da taxiway; iluminação; sinalização; além de várias outras intervenções.

Ao todo nesse primeiro período foram investidos um total de R$ 4.368.642,00 para as reformas da estrutura do Aeroporto. Desse montante R$ 1,5 milhão foi investido pelo Governo do Estado e outros R$ 700 mil pela Associação Comercial e Empresarial de Toledo (ACIT), em parceria com a Uniprime. O restante do valor foi investido pelo poder público municipal.

No decorrer de 2019 a administração municipal ainda investiu aproximadamente R$ 1,5 milhão para a manutenção da pista e mais de R$ 800 mil para a resolução do Plano Aeroviário.

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Tecnológico de Inovação e Turismo é a responsável pelo Aeroporto. O secretário da pasta, Jozimar Polasso enaltece a importância dos investimentos empregados no Aeroporto. “Foram feitos inúmeros investimentos para a operacionalização do Aeroporto e também para melhorar a sua estrutura nos últimos anos. Depois de tantos investimentos, trabalho e dedicação é muito gratificante ver que o Aeroporto tem contribuído muito para o desenvolvimento econômico do município e tem atendido da melhor maneira possível a nossa população”, salienta o secretário.

 

O diretor do Aeroporto, Luciano Puzzi diz que a ideia é consolidar de vez os voos diários de Toledo a Curitiba e quem sabe no futuro trazer novas rotas. “Em um primeiro momento nós precisamos manter o sucesso atual e consolidar de vez os voos entre Toledo e Curitiba. Posteriormente a intenção é trabalhar com novas rotas, buscando atender cada vez mais gente. Por isso também temos a intenção de continuar estruturando o Aeroporto e assim oferecer um espaço cada vez melhor para os nossos usuários”, pontua, Puzzi.

 

Desenvolvimento econômico

O início da operacionalização dos voos diários de Toledo a Curitiba pela Azul Linhas Aéreas há pouco mais de um ano tem causado importantes impactos econômicos para a cidade. Novas empresas passaram a se interessar em investir em Toledo, devido ao fato de o Aeroporto voltar a operar depois de muito tempo. “Com o Aeroporto em pleno funcionamento, os empresários têm como chegar a Toledo com maior facilidade sendo um importante equipamento para negócios”, comenta o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Toledo (ACIT), Marcos Destefeni.

O prefeito, Lucio de Marchi, destaca o desenvolvimento da economia local, com o Aeroporto operando diariamente depois de muitos anos. “O Aeroporto trouxe enorme visibilidade para Toledo. Ele veio para solidificar a área econômica de nossa cidade. E isso é ótimo para todos, desde as empresas, pois amplia os seus negócios e possibilita novos investimentos, até os trabalhadores, que terão novas oportunidades de emprego, com o crescimento da economia toledana” destaca o gestor municipal.

História do Aeroporto

O Aeroporto foi construído ainda no ano de 1953 com o apoio de toda a comunidade toledana, que trabalhou duas noites seguidas e deixou a estrutura pronta em apenas 52 horas. Mas somente em 24 de janeiro de 1954 foi inaugurado em Toledo o então Aeroporto Major Wilson França. No início o pequeno Aeroporto recebia aeronaves com compradores de terra de Porto Alegre-RS e do norte do Paraná e aos poucos foi aumentando a sua representatividade.

Um dos períodos de maior destaque do Aeroporto foi entre 1956 e 1963 quando a Sociedade Anônima Viação Aérea Gaúcha (SAVAG), iniciou uma linha entre Toledo e Sant’Ana do Livramento, com escala em Porto Alegre. No final desse período a Sadia Transportes Aéreos, depois Transbrasil, iniciou voos regulares em Toledo. Nessa época o Aeroporto chegou a receber em alguns dias até três voos de linhas regulares, mas depois o transporte rodoviário se destacou e as empresas aéreas deixaram a cidade.

O Aeroporto de Toledo só voltou a operar em 1999, por meio da extinta Rio Sul, do grupo Varig, que trabalhou com voos regulares no município até o ano de 2003. A empresa ligou a cidade Toledo à Curitiba e São Paulo por alguns anos, com voos diários, utilizando as aeronaves Embraer ERJ-145 e Embraer Brasília. A companhia deixou de operar no município após encerrar as suas atividades na região.

O Aeroporto Luiz Dalcanale Filho operou pela última vez para voos comerciais no ano de 2011, quando a Sol Linha Aéreas operou entre os meses de agosto e outubro, com voos diários de Toledo à Umuarama e Toledo à Curitiba, no entanto o serviço não durou muito e logo foi suspenso por problemas operacionais da empresa.

Atualmente o Aeroporto Luiz Dalcanale Filho funciona com voos diários de Toledo à Curitiba e da capital até Toledo todos os dias com exceção dos sábados. Os voos partem de Curitiba às 13h35, com chegada em Toledo prevista para às 15h00. O voo de volta saí de Toledo às 15h35, com chegada em Curitiba prevista para às 16h50.