04 de Abril de 2016 at 16:14h

‘Jovens na Universidade’ vai democratizar o acesso ao ensino superior

Democratizar o acesso ao ensino superior. Com este objetivo a Prefeitura de Toledo, por meio da Secretaria da Juventude e com o apoio do Programa Estação Juventude do Governo Federal, iniciou, no sábado (02), as aulas do cursinho pré-vestibular do Programa Jovens na Universidade. São ofertadas 200 vagas para alunos do terceiro ano dos colégios estaduais de Toledo e jovens de 15 a 29 anos que já tenham concluído o ensino médio.

O curso acontece de 02 de abril a 26 de novembro. A empresa contratada é o Curso Pré-vestibular Alfa, que além das aulas fornecerá o material didático para os alunos. O diretor do Alfa em Toledo, Jair Paulo Rodrigues, afirmou que a franquia é atualmente é a que mais aprova em universidades públicas no Paraná. “Os jovens aqui, neste cursinho gratuito, terão as mesmas condições dos jovens em cursos particulares. Nós temos o compromisso de oferecer o que temos de melhor para estes estudantes”, disse. O Colégio Alfa Toledo já tem doze anos de atuação.

Durante a aula inaugural, a presidente do Conselho Municipal da Juventude, Lívia Muller, destacou o momento ímpar vivido pelos participantes do ‘Jovens na Universidade’. “Este era mais um dos compromissos do Governo Municipal em seu plano de gestão. Também era uma deliberação da Conferência Municipal da Juventude. Parabéns aos jovens, lideranças e autoridades por proporcionar estas condições de avanço para nossa juventude”, frisou.

As aulas acontecerão até o dia 26 de novembro, todos os sábados, das 8h10 às 11h40 e das 13h30 às 17h, no Centro da Juventude Márcio Antônio Bombardelli (CJU/Europa), totalizando 240 horas. A empresa contratada fornecerá o material didático para os alunos. “É um trabalho bem organizado e fundamentado. Já podemos observar neste grupo de estudantes futuros profissionais”, disse o secretário da Juventude de Toledo, Maycon Jandrey. “Quando, neste Governo, se discute políticas para juventude, se discute com a juventude”, completou o ex-secretário da pasta e atual assessor de Assuntos Comunitários, Dudu Barbosa, reforçando as conversas com os jovens no período de planejamento do Programa.  

Das 200 vagas disponibilizadas, 165 são destinadas aos jovens que estão frequentando regularmente o último ano do ensino médio na rede pública e 35 vagas aos que já concluíram. Para o prefeito Beto Lunitti a proposta auxiliará os interessados em cursar o ensino superior, principalmente alguns com maior concorrência. “Toledo hoje possui diversas instituições de ensino superior, com 110 cursos aproximadamente, sendo duas federais e uma estadual, inclusive com a oferta de um curso de Medicina. Com o Curso pré-vestibular gratuito, os jovens estarão mais bem preparados para realização do vestibular e ENEM, considerando que algumas famílias não têm condições financeiras para custear um curso privado”, concluiu.

Jovens sonhadores

“Quando ouvíamos falar de um curso de Medicina sendo instalado em Toledo, tínhamos a noção de que as vagas geralmente ficariam para quem pudesse se preparar em um cursinho, quem tivesse algo mais. Agora poderei, a partir destas aulas, concorrer em pé de igualdade com qualquer outro candidato”. Esta afirmação foi feita pelo jovem Willian Honorato Ferreira. Ele faz parte dos 35 jovens que já concluíram o ensino médio e frequenta o CJU Márcio Antonio Bombardelli, onde participa das aulas de bateria. “Agora posso sonhar com o ingresso em um curso como o de Medicina, situação que antes não me era permitida”, disse em tom emocionado.

Da mesma forma, a estudante do terceiro ano do Colégio Estadual Antônio José Reis, Érica Sabrina Alves, afirmou ser esta a oportunidade de buscar uma vaga em uma universidade pública. “Quero ser psicóloga. Vejo que terei mais chances de concorrer a uma vaga participando de um curso preparatório”, frisou. O presidente da Câmara Municipal, Ademar Dorfschmidt, disse que a Prefeitura de Toledo acredita nos sonhos dos seus jovens e por isso investe em políticas de atendimento a este público. “Se orgulhem deste município, de ter um governo que se preocupa e acredita em vocês”, destacou.

Willian e Érica fazem parte dos aproximadamente 33 mil jovens no município com idade entre 15 e 29 anos, segundo dados do IBGE. O Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes) avaliou a situação em 2013 e divulgou este ano, que destes jovens, 6.534 ingressam no ensino superior, sendo que apenas 1.136 conseguem concluir. “Ou seja, concluímos que apenas 3,44% dos nossos jovens conseguem concluir o ensino superior em Toledo e isso foi o que motivou a gente a propor o curso pré-vestibular”, informou a coordenadora Local do Programa Estação Juventude, Madalena Schmidt.