jose.seide 28 de Dezembro de 2021 at 17:15h

Lei que autoriza governo municipal a custear Inova Meat Toledo é assinada

Foi realizada, na tarde desta terça-feira (28), na Sala de Reuniões do Gabinete do Prefeito, o ato simbólico de assinatura da Lei “R” nº 121/2021. Esta autoriza o governo municipal a realizar aporte visando ao custeio de despesas para a realização do “Inova Meat Toledo - Inovação na Produção de Proteína Animal”, que ocorrerá no Centro de Eventos Ismael Sperafico entre 31 de março e 2 de abril. 

 

Em virtude desta lei, sancionada na última quinta-feira (23) e em vigor desde ontem (quando foi publicada no Órgão Oficial), serão repassados R$ 500 mil aos organizadores do evento - Associação Comercial e Empresarial de Toledo (Acit) e Sindicato Rural de Toledo. Os recursos serão destinados ao pagamento de algumas das principais despesas da primeira edição do Inova Meat Toledo, que será realizado em 2022, em data que ainda será definida: cenografia, comunicação visual, tradutor, equipamentos de audiovisual, gerador de energia, coffee breaks, refeições e palestrantes.

 

O ato de assinatura contou com representantes do governo municipal, da Acit e do Sindicato Rural de Toledo. Na condição de anfitrião, o prefeito Beto Lunitti destacou o fato de o Inova Meat fazer parte da programação alusiva ao aniversário de 70 anos de emancipação político-administrativa do município. “O objetivo é aliar o poder transformador da tecnologia com a força do nosso agro, de forma a elevá-lo de patamar, foi com esse olhar que pensamos no melhor modelo de evento, fazendo tudo dentro da legalidade com a maior assertividade.Temos a intenção de atrair para cá, uma vez por ano ou a cada dois anos, os melhores especialistas e os grandes players nacionais e internacionais na produção de proteína animal”, pontua.

 

Segundo o secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Diego Bonaldo, parcerias com a Brasil Foods S/A (BRF), o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/PR) e o Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena Empresa (Sebrae) estão praticamente consolidadas, e muitas outras empresas e entidades ficaram interessadas em participar do Inova Meat Toledo. “Existem no Brasil poucas feiras focadas na questão da produção de proteína animal e acredito que estamos num nicho pouco explorado e com grande potencial de crescimento, o que pode colocar nosso município em posição de destaque no cenário nacional. Agora o desafio é realizar os processos licitatórios para aquisição de produtos e serviços necessários para a promoção do evento”, observa.

 

Em sua fala, o presidente da Acit, Claudenir Machado, observou que o Inova Meat representa uma vitrine para aquilo que Toledo faz de melhor. “Temos uma posição de destaque em várias áreas do agronegócio e este evento foi formatado para colocar em evidência todo nosso potencial. Sem falar que, por ser uma das poucas feiras voltadas à produção de proteína animal no país, temos amplas condições de nos destacarmos ainda mais nesta área”, salienta.

 

O presidente do Sindicato Rural de Toledo, Nelson Gafuri, garante que todos os esforços serão empreendidos para que o Inova Meat seja um sucesso. “Queremos que esta primeira edição lance uma semente que vai germinar em algo muito maior, para que as próximas sejam ainda maiores”, comenta.

 

Como será?

O “Inova Meat Toledo - Inovação na Produção de Proteína Animal” se desenvolverá em torno dos mais diversos temas relacionados à suinocultura, avicultura, bovinocultura leiteira e piscicultura, da concepção genética à mesa do consumidor, envolvendo integralmente a cadeia produtiva em todas as dimensões, com foco nas principais inovações de cada setor. Tem o objetivo de ser um importante palco para capacitar, informar, desenvolver negócios e promover conexões entre o ecossistema de produção e processamento da proteína animal da América Latina. 


 

Produtores rurais, indústria de processamento, mercado consumidor, distribuidores, criadores, universidades, instituições de pesquisa, lideranças e imprensa fazem parte do público-alvo do evento, que contará com palestras, minicursos e oficinas em modo híbrido (presencial e a distância, simultaneamente). Esta capacitação será dividida em três eixos: antes da porteira (recursos naturais, empreendedorismo rural, entre outros assuntos), dentro da porteira (nutrição, infraestrutura, manejo etc) e depois da porteira (abate, processamento, transporte etc).


A programação comum terá, no primeiro dia (31/3), solenidade de abertura seguida de palestra e jantar de experiência à base de proteína animal. Para o segundo dia (1/4) estão previstos o Conecta Proteína Animal, o Meat Taste e o Farm´s Experience. O encerramento (2/4) contará com a Rodada de Negócios Internacionais. Nos segundo e terceiro dias os participantes poderão conhecer as atrações dos estandes montados na feira e agregar conhecimento em palestras, minicursos e oficinas.