suzi.lira 11 de julho de 2019 at 17:55h

Questionário aponta situação do trânsito no entorno das escolas

O Prefeito Lucio De Marchi e o Secretário de Segurança e Trânsito, João Vianei Crespão, receberam na manhã desta quinta-feira (11) integrantes do Núcleo dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (Núcleo ODS) de Toledo. O objetivo do encontro era a apresentação e a entrega dos resultados da Campanha Maio Amarelo realizada no município este ano. 

 

O Núcleo ODS assumiu o compromisso de sensibilizar as pessoas para a

mudança de comportamento no trânsito. E aproveitando a campanha nacional,

propuseram uma estratégia para que a mensagem de que “No Trânsito, O

Sentido é a Vida” chegasse ao maior número de pessoas.

 

Foram realizadas duas frentes de ação. Uma delas, mobilizou professores do ensino fundamental, do maternal até os sextos anos, a desenvolverem atividades educativas com seus alunos. Para isso, foram distribuídas 16 mil filipetas da campanha com o seguinte slogan: “Me Ouça. Ouvir o conselho de quem te ama faz todo o sentido - Faça sua parte para um trânsito mais seguro” que foram coladas no caderno de tarefas e entregues aos pais. 

 

A outra ação articulada pelo Núcleo ODS foi o levantamento de um diagnóstico sobre as condições de trânsito no entorno de cada unidade escolar, independente se pública ou privada. Para isso, foi solicitado o preenchimento de um formulário Google identificando como está a sinalização do trânsito. O resultado deste diagnóstico foi entregue aos gestores municipais. 

 

“O objetivo é promover melhorias como a pintura de faixas, colocação ou substituição de placas e dar outros encaminhamentos diante das demandas individuais e coletivas das unidades de ensino”, explica Junior Palma, um dos integrantes do Núcleo.

 

Foram entregues 50 questionários respondidos por escolas municipais, estaduais e particulares. O documento totalizou mais de 100 páginas com informações preenchidas de cada instituição. 

 

O Prefeito agradeceu o empenho de todos os colaboradores que viabilizaram e tornaram possível a campanha. “Nós agradecemos o empenho do Núcleo ODS, pois as informações que recebemos são anseios da comunidade. A maioria das situações é de fácil solução. Inclusive, estamos colocando em prática um grande projeto de recape asfáltico no município. Algumas escolas não receberão pintura de faixa agora, faremos isso já com o asfalto novo”, disse Lucio durante a reunião. 

 

Ele também lembrou que há pouco mais de uma década tínhamos menos da metade de veículos que temos hoje e concordou que seria muito mais sustentável se as pessoas pudessem usar o transporte coletivo. Lucio também se comprometeu a dar um retorno para as escolas, mesmo aquelas solicitações que não forem possível atender, devido a questões técnicas ou projetos maiores.

 

O Secretário de Segurança e Trânsito destacou o trabalho que é realizado pelo programa Educa Trânsito, bastante citado na pesquisa pelas escolas, devido ao trabalho realizado com estudantes dos quartos anos. 

 

Resultado

A pesquisa registrou a resposta de 50 unidades escolares. Destas, 98% são públicas, sendo que 62% são municipais, 34% estaduais e 4% privadas. Nas proximidades ou no entorno da escola, 76% disseram possuir faixas de travessia de pedestres. 

 

Em relação a sinalização horizontal (pintura no chão) de área de embarque e desembarque 56% disse não possuir. Já as placas de sinalização vertical não constam em 70% das respostas. 

 

A pesquisa apontou que para 42% das escolas existe a necessidade de vaga para transporte escolar (transporte escolar = van e ônibus). Para a maioria, 54%, não é necessário viabilizar algum tipo de acessibilidade no entorno da escola. 

 

No questionário também foram realizados apontamentos sobre os locais mais críticos ou que merecem algum tipo de atenção. Apesar das perguntas serem direcionadas à sinalização de trânsito, alguns relatos apontaram também para o comportamento dos motoristas nos horários de entrada e saída dos alunos. Situações que envolvem o (não) uso de itens de segurança e o respeito aos limites de velocidade. 

 

Dia Sem Celular

Na ocasião, os integrantes do Núcleo ODS também aproveitaram para lançar a ideia do Dia Sem Celular. A proposta é que no dia 21 de julho as pessoas fortaleçam os vínculos de amizade e com a família e deixem um pouco de lado os compromissos do dia a dia. Uma extensa programação está organizada no Parque do Povo neste dia como alternativa para as pessoas, a começar pelo Primeiro Encontro de Carrinhos de Rolimã pela manhã e depois, no período da tarde, com inúmeras atividades de lazer e recreativas.