jose.seide 18 de Abril de 2022 at 17:22h

Sede provisória da Biblioteca Pública Municipal abre as portas para o público

Em novo endereço (Avenida Parigot de Souza, 2946), a Biblioteca Pública Municipal de Toledo abriu as portas para o público nesta segunda-feira (18), disponibilizando para empréstimo boa parte de seu acervo, composto por mais de 62 mil volumes. A sede original, no Centro Cultural Oscar Silva, passará por ampla reforma e, enquanto as obras estiverem acontecendo, o órgão atenderá a população em imóvel com 775,60 metros quadrados de área construída situado próximo ao Shopping Panambi.

 

Sob responsabilidade da Chinelato Construtora e Incorporadora Ltda. e ao valor de R$ 1.655.000,00, a reforma do tradicional endereço da Biblioteca Pública Municipal, que possui área total de 1.419,32 metros quadrados, teve início na semana passada e durarão, segundo o contrato, 10 meses. “Esta revitalização ocorre em momento oportuno, pois o prédio foi construído na década de 1970 e a última adequação ocorreu em 2002. Depois de pronto, será possível disponibilizar um equipamento público mais seguro, moderno e confortável para usuários e servidores, com acessibilidade, auditório, salas para estudo e de reserva técnica”, salienta a secretária da Cultura, Rosselane Giordani.

 

Literatura Infantil

No dia em que a sede provisória da Biblioteca Pública Municipal abriu as portas para o público, o segundo andar do prédio recebeu nesta tarde as atividades alusivas ao Dia Nacional do Livro Infantil, celebrado hoje, 18 de abril, data em que, no ano de 1882, nasceu Monteiro Lobato, primeiro autor brasileiro de obras dedicadas ao público infanto-juvenil. No período da tarde, mais de 50 alunos do Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Dalva Nogueira e da Escola Municipal Egon Werner Bercht assistiram à contação das histórias “Até as princesas soltam pum”, livro escrito por Ilan Brenman, ilustrado por Ionit Zilberman e narrado, por meio de sonorização, pelas servidoras Loreci Lucia Herkert Beal e Elenice Camargo; e “A bruxa apaixonada e o lobo fujão”, obra de Lilian Zieger que foi dramatizada com caracterização da equipe da biblioteca.

 

Ambas as obras tiveram cenários contidos nas páginas de um livro gigante feito a partir de papelão e outros materiais reciclados pintado à mão pela equipe da biblioteca com o toque final da professora Marta Guder, da Casa da Cultura. Com paisagens utilizadas frequentemente em histórias infantis, a ideia é que o item ganhe múltiplas funcionalidades.

 

Depois de ouvirem a contação de histórias, as crianças participaram da oficina “Confecção de um livro de história”. Após uma rápida explicação, elas soltaram a imaginação e, a partir dos recursos disponibilizados (papel sulfite, cola branca e colorida, giz de cera, lápis de cor, fita mimosa, e figuras e adesivos diversos), criaram uma história curta, de quatro páginas.

 

Tanto a contação de histórias quanto a oficina de confecção de um livro voltarão a acontecer até o fim desta semana – às 8h30, 10h, 14h e 16h – em vários pontos da cidade. Amanhã (19) as atividades acontecem no Centro Cultural Ondy Hélio Niederauer (Grande Pioneira). Na quarta e sexta-feira (20 e 22), elas serão realizadas, respectivamente, no Centro de Artes e Esportes Unificado de Toledo (CEU das Artes), localizado no Santa Clara IV, e na Estação da Leitura, dentro do Terminal Urbano.