Fórum Municipal debateu governança e engajamento na área de inovação

Publicado: Ter, 27/02/2024 15:11
  • Fórum Municipal debateu governança e engajamento na área de inovação
    Fórum Municipal debateu governança e engajamento na área de inovação
  • Fórum Municipal debateu governança e engajamento na área de inovação
    Fórum Municipal debateu governança e engajamento na área de inovação
  • Fórum Municipal debateu governança e engajamento na área de inovação
    Fórum Municipal debateu governança e engajamento na área de inovação
  • Fórum Municipal debateu governança e engajamento na área de inovação
    Fórum Municipal debateu governança e engajamento na área de inovação
  • Fórum Municipal debateu governança e engajamento na área de inovação
    Fórum Municipal debateu governança e engajamento na área de inovação
  • Fórum Municipal debateu governança e engajamento na área de inovação
    Fórum Municipal debateu governança e engajamento na área de inovação
  • Fórum Municipal debateu governança e engajamento na área de inovação
    Fórum Municipal debateu governança e engajamento na área de inovação
  • Fórum Municipal debateu governança e engajamento na área de inovação
    Fórum Municipal debateu governança e engajamento na área de inovação

 

Uma ação intersetorial resultou na realização do Fórum Municipal de Inovação, no último sábado (24), no Centro de Eventos Ismael Sperafico em Toledo. Ao todo, 116 pessoas participaram do evento e discutiram a governança de um ecossistema de inovação, sobretudo quanto a questão de formação e engajamento de lideranças que atuam nessas áreas. Além de palestrantes com experiência na área, a atividade contou com a presença do diretor de Relações Institucionais da Secretaria Estadual da Inovação, Modernização e Transformação Digital (SEI), Marcus Von Borstel.

Na abertura, o presidente do Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação (COMCITI), Lucas Rodrigues, trouxe um panorama sobre a atuação da entidade, desde sua criação, em 2020, até a entrega do Plano Municipal de Inovação em 2022. Lucas lembrou que a temática central do Fórum foi orientada pelo diagnóstico realizado pelo Serviço Brasileiro de Apoio à Pequena e Microempresa (Sebrae) para averiguar a maturidade do ecossistema local de inovação. Após, o prefeito Beto Lunitti falou sobre os impactos que a inovação proporciona no desenvolvimento econômico local. “Estamos utilizando novas tecnologias em diversos setores da administração pública. Temos a preocupação com a formação de equipes que têm conseguido destravar inúmeros processos de modernização, simplificação e desburocratização dentro da Prefeitura”, afirmou.

O consultor do Sebrae de Londrina, Heverson Feliciano, falou sobre a importância do envolvimento de instituições públicas e privadas, bem como de atores locais voltados ao empreendedorismo, para o desenvolvimento sustentável e a criação de uma cultura inovadora e empreendedora. “O desenvolvimento depende de um ambiente favorável, construído pela cooperação e confiança. Por sua vez, vem da identidade que só é possível no pequeno âmbito”. Feliciano destacou os diferentes papéis dos envolvidos na construção de um ecossistema de inovação, chamados por ele de empreendedores cívicos, políticos e empresariais. 

A experiência vivenciada por Londrina, no norte do estado, ajudou a ilustrar as ideias apresentadas na palestra. O diretor de Inovação do Conselho de Desenvolvimento de Londrina (CODEL), Roberto Moreira, explanou sobre as conexões entre pessoas e negócios, processo capaz de desenvolver municípios, regiões e países. O destaque de Moreira foi para os projetos estruturantes que sustentam as governanças setoriais e possibilitam “pontes de inovação”. “Foi uma fala que repercutiu muito entre os participantes, pois apontou para a estrutura organizacional que orienta os esforços que vão desde oportunidades setoriais até políticas públicas”, disse o diretor de Ciência, Tecnologia e Inovação da Secretaria do Agronegócio, da Inovação, Turismo e Desenvolvimento Econômico, Amir Kanitz. 

Outro destaque do Fórum foi a presença de Marcus Von Borstel. O representante da SEI trouxe informações animadoras aos empreendedores que participaram do evento. Marcus falou dos mais de 400 milhões destinados à inovação em 2023 e de um orçamento estadual para essa área que passará de 700 milhões em 2024. “Temos diversos programas destinados a empreendedores inovadores, como o Paraná Anjo Inovador, que contempla com incentivo econômico startups que ofereçam produtos inovadores, e o Inova Juro Zero, que oferece operações de crédito muito vantajosas a micro e pequenas empresas. também teremos a criação de Agências Regionais de Inovação, podendo inclusive atender Toledo”, comentou. 

Após as falas de abertura e das palestras, aconteceu o painel envolvendo os palestrantes, Von Borstel, a presidente da Associação Comercial e Empresarial de Toledo (ACIT) Anaide Holzbach e o secretário do Agronegócio, Inovação, Turismo e Desenvolvimento Econômico Diego Bonaldo. O evento foi encerrado pelo secretário do COMCITI, Amir Kanitz. Segundo ele, que acumula também a função de diretor de Ciência, Tecnologia e Inovação do município, é importante debater a inovação, a formação de pessoas e a ampliação das conexões entre empreendedores inovadores, academia e poder público. “Esperamos como resultado das reflexões ocorridas durante o fórum, um maior engajamento em desenvolvimento humano que emancipe as pessoas economicamente, viabilizando ambientes propícios ao empreendedorismo, ampliando o conhecimento e multiplicando as interações entre todos os atores envolvidos com as infinitas possibilidades de inovação no município de Toledo e região”, concluiu.

O evento foi realizado pelo Conselho Municipal de Ciência Tecnologia e Inovação de Toledo (COMCITI), com apoio da Prefeitura de Toledo, Sebrae, Funtec, Associação Comercial e Empresarial de Toledo (ACIT) e Iguassu Valley.