A partir de segunda (31), telefônicas já podem operar com o 5G em Toledo

Publicado: Qui, 27/07/2023 17:51
  • Autorização dada pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) se estende a 102 municípios brasileiros, dos quais cinco são paranaenses
    Autorização dada pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) se estende a 102 municípios brasileiros, dos quais cinco são paranaenses

 

A tão aguardada tecnologia 5G está para chegar em Toledo. A partir desta segunda-feira (31), operadoras telefônicas já estão autorizadas pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) a utilizarem (dentro dos limites do município) este sinal, que é uma evolução do 4G, oferecendo ao usuário mais velocidade para baixar e enviar arquivos, redução no tempo de resposta entre diferentes dispositivos e mais estabilidade nas conexões.

A autorização da Anatel se estende a 102 municípios, dos quais cinco são paranaenses: Antonina, Guaraqueçaba, Paranaguá, Pato Branco e Toledo. Com essa ampliação, o uso do 5G pelas telefônicas chegará, segundo a Anatel, a 1.712 municípios onde moram cerca de 145 milhões de pessoas (69,3% da população nacional).

O secretário do Agronegócio, de Inovação, Turismo e Desenvolvimento Econômico, Diego Bonaldo, alerta que a mudança ainda vai demorar um pouco para ser percebida pelo usuário comum da telefonia móvel. “Com esse aval da Anatel, as operadoras já podem iniciar os trabalhos de instalação das antenas do 5G, que operaram em frequência específica [3,5 gigahertz]. Em 2021 iniciamos conversas sobre o assunto com a Copel Telecom, hoje chamada de Ligga, e agora esperamos o contato das demais operadoras. Penso que a aprovação da Lei n.º 2.393/2022), vigente desde o ano passado, no sentido de facilitar o licenciamento de ETRs [estações transmissoras de radiocomunicação], permitirá que essa novidade faça parte do nosso dia a dia em breve”, observa.

Bonaldo destaca que a espera valerá a pena. “O 5G na cidade fará com que o sinal 4G se espalhe por uma área maior do município, contemplando sobretudo os distritos. Isto sem falar que esta tecnologia tem o poder de melhorar a eficiência nas operações de empresas que já operam ou desejam operação com automação, pois este sinal será muito mais estável e veloz que os utilizados atualmente”, compara.