Toledo é finalista de prêmio por ações voltadas ao empreendedorismo rural

Publicado: Ter, 20/02/2024 17:35 | Modificado: Qui, 22/02/2024 16:49
  • Toledo é finalista de prêmio por ações voltadas ao empreendedorismo rural
    Toledo é finalista de prêmio por ações voltadas ao empreendedorismo rural
  • Toledo é finalista de prêmio por ações voltadas ao empreendedorismo rural
    Toledo é finalista de prêmio por ações voltadas ao empreendedorismo rural
  • Toledo é finalista de prêmio por ações voltadas ao empreendedorismo rural
    Toledo é finalista de prêmio por ações voltadas ao empreendedorismo rural
  • Toledo é finalista de prêmio por ações voltadas ao empreendedorismo rural
    Toledo é finalista de prêmio por ações voltadas ao empreendedorismo rural
  • Toledo é finalista de prêmio por ações voltadas ao empreendedorismo rural
    Toledo é finalista de prêmio por ações voltadas ao empreendedorismo rural
  • Toledo é finalista de prêmio por ações voltadas ao empreendedorismo rural
    Toledo é finalista de prêmio por ações voltadas ao empreendedorismo rural
  • Toledo é finalista de prêmio por ações voltadas ao empreendedorismo rural
    Toledo é finalista de prêmio por ações voltadas ao empreendedorismo rural
  • Toledo é finalista de prêmio por ações voltadas ao empreendedorismo rural
    Toledo é finalista de prêmio por ações voltadas ao empreendedorismo rural
  • Toledo é finalista de prêmio por ações voltadas ao empreendedorismo rural
    Toledo é finalista de prêmio por ações voltadas ao empreendedorismo rural

 

A Prefeitura de Toledo está entre as finalistas do Prêmio Prefeitura Empreendedora do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). O município inscreveu-se na categoria Empreendedorismo Rural e está entre as três iniciativas selecionadas entre as 145 propostas paranaenses, sendo que a campeã participará da etapa nacional. Nesta terça-feira (20), uma comitiva formada por integrantes da gestão municipal e representantes do Sebrae participaram de visitas para compreender como a administração local contribui para o fortalecimento da agricultura familiar, da agroindústria e do turismo rural. 

A meta era apresentar o conjunto de iniciativas em parceria com entidades de apoio e associações de produtores, que estimulam os empreendimentos rurais por meio de infraestrutura, capacitações sistemáticas e continuadas, certificações, compras institucionais voltadas à sustentabilidade e segurança alimentar e negócios inovadores no turismo rural. “São esforços para criar um ambiente integrado, sustentável e propício ao desenvolvimento e à inovação na propriedade rural familiar, fortalecendo identidades e as vantagens comparativas locais”, explicou o secretário do Agronegócio, Turismo, Inovação e Desenvolvimento Econômico, Diego Bonaldo.  

Visitas - O primeiro local apresentado pelos servidores municipais foi a Unidade Central de Produção de Alimentos (Cozinha Social). O local, gerenciado pelo Departamento de Segurança Alimentar e Nutricional da Secretaria de Administração, concentra diversas atividades como a produção de merenda escolar, refeições dos restaurantes populares, distribuição de alimentos às famílias em vulnerabilidade social, entre outras ações. Boa parte da matéria prima utilizada vem da agricultura familiar. 

“Com isso fomentamos a atividade dos pequenos produtores, além de oferecer alimentos frescos e de boa qualidade para os munícipes. Para incentivar essa cadeia, a Prefeitura criou o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA Municipal), gerando renda para os agricultores familiares. A partir desse programa também incentivamos a diversificação da produção, inclusive incentivando a atividade na região. Outro ponto importante é a educação e o incentivo à alimentação saudável, hoje mesmo recebemos um grupo de crianças aqui na Cozinha Social e elas são orientadas sobre esse assunto”, explicou o diretor de Segurança Alimentar e Nutricional, Luiz Bazei.

Após, a comitiva se dirigiu à Átani Queijaria, no distrito de Vila Nova. A agroindústria produz quatro tipos de queijos, sendo eles o Morbier, o Saint Paulin, o Donna Rossi e o Nonna Lúcia. Toda a cadeia é acompanhada pela Prefeitura de Toledo, por meio de servidores municipais de diversas áreas. “Contribui com orientação, formação, alguns cursos e o uso de estratégias e até de materiais no sentido de garantir a qualidade do produto”, disse a proprietária Cirlei Rossi dos Santos. 

Com o apoio do esposo, dos filhos e dos colaboradores, o local se destaca pela qualidade de seus produtos. “Esse padrão nos garantiu o Susaf [Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Familiar, Artesanal e de Pequeno Porte] que permite que a gente venda para todo o Paraná e agora estamos buscando o Sisbi-POA [Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal] para atender todo o território nacional. Tudo isso com o apoio da Prefeitura”, comentou.  

O último local apresentado foi o restaurante Celeiro Pesca e Companhia. O local se tornou uma referência em turismo rural, recebendo inclusive pessoas de outros países em passagem pela região e atendendo pessoas, principalmente, do oeste do Paraná. Todas as visitas foram acompanhadas pelo prefeito Beto Lunitti. “É importante, pois nossa intenção é apresentar o que temos feito em prol do fortalecimento do interior. Toledo é o maior produtor de alimentos do estado, porém, identificamos a necessidade de apoio na gestão da pequena propriedade rural, bem como a de diversificação para os empreendimentos familiares no campo. O nosso desafio foi a criação e a manutenção de uma infraestrutura que conecte as orientações técnicas, ampliando a oferta de serviços para o pequeno produtor, fortalecendo a economia”, comentou. 

Impressão - O consultor do Sebrae, Luiz Marcelo Padilha, disse que a visita in loco serve para confirmar o que está descrito no projeto inscrito no Prêmio Sebrae Prefeitura Empreendedora. “Viemos fazer as constatações na prática. O bacana aqui é ver a forma como a Prefeitura está organizada em trazer o apoio para o empreendedor rural, como ver na prática os empreendedores tendo os seus benefícios. É muito interessante a maneira como isso foi implantado aqui no município e principalmente a participação dos agricultores que agora, podemos dizer, são pessoas de negócios e que estão envolvidos nesse projeto”. 

Padilha ainda destacou que Toledo já pode se considerar, de certa forma, vitorioso porque está entre os três finalistas em nível estadual. “Já é um grande reconhecimento. São 145 projetos inscritos no Paraná. Só estar entre os melhores já é um grande motivo para comemorar”. O consultou ainda disse que a história do empreendedorismo rural de Toledo vai fazer parte de um livro, pois a meta é incentivar essas iniciativas em outros municípios.