Agricultura, Pecuária e Abastecimento

INFORMAÇÕES DA SECRETARIA DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO 45 3055-8843

 

Secretário   Moises Moreira Rocha

E-mail: mmcdireta01@gmail.com

Diretor  Astor Pedro Christ

E-mail: astor.christ@toledo.pr.gov.br

Administrativo

 Ivanilde Lucila Souza Flemming

E-mail: ivanilde.flemming@toledo.pr.gov.br

           agricultura@toledo.pr.gov.br 

Estagiário em Agronomia: Andre Luna 

Técnicos 

 Diomedes Cupertini - Olericultura (hortas)

Eduardo Timm Batista - Piscicultura   

Médica Veterinária:  Liane Pietrobelli- SIM/POA (45) 3055-8880

 Lucas Cardoso Nunes - Fiscal do SIM/POA 

Marcos Samuel Nogueira - Fiscal do SIM/POA   

Antonio Morais Neto:  Operador de Máquinas

 

DADOS DA PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA ANO BASE 2019

 

VBP 2017/2018

Consolidado

VBP 2018/2019 Consolidado
Valor Bruto de Produção Agropecuária – VBP

R$ 2.213.893.918,46

 

R$ 2.689.201.231,78 

Aumento de 21,47% 

Número de estabelecimentos agropecuários 2609 IBGE 2609 IBGE
Área total dos estabelecimentos agropecuários  98.047.368 hectares IBGE

98.047.368 hectares

IBGE

Produção de milho

302.500 toneladas

2º lugar PR

485.100 toneladas

1º lugar PR

Rebanho de aves

8.931.815 cabeças

185 produtores 

10.219.314 cabeças

R$ 578.969.165,27

1º lugar PR

Rebanho de suínos

1.180.290 toneladas 

893.479 cabeças

1.685.530 toneladas

R$ 789.030.306,62

1º lugar PR

Produção de Tilápia

11.260.000 Kg 

2º lugar PR

11.350.000 Kg

 2º lugar PR

R$ 54.026.002,60

Produção de soja

235.840 toneladas

7º lugar PR

174.592 toneladas

10º lugar PR

Produção de leite

83.011.000 litros

5° lugar PR

84.206.800 litros

7° lugar PR

R$ 112.836.040,00

Rebanho de bovinos 

46.683 cabeças

IBGE

46.683 cabeças

IBGE

Produção de trigo

25.500 toneladas

29º lugar PR

6.000 toneladas

101º lugar PR

Entre os 399 municípios do estado, Toledo está no topo do ranking estadual do Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) pela 7º vez consecutiva: na safra de 2018-2019 as propriedades instaladas no município comercializaram R$ 2.689.201.231,78, representando um aumento de 21,47% em relação ao VBP anterior. Toda essa produção é escoada com agilidade e segurança por meio de mais de 360 quilômetros de estradas rurais asfaltadas e devidamente sinalizadas. A região Oeste se destacou pelo valor absoluto do VBP, que somou mais de R$ 2 bilhões sobre o faturamento de 2018. Como a pecuária sustenta o VBP dessa região, o impacto da estiagem na safra 18/19 não foi tão grande sobre valor final. Mesmo perdendo faturamento com a soja, a região registrou um ganho substancial na pecuária, principalmente com frango e suínos, somando R$ 2 bilhões a mais do que em 2018 . A pecuária é responsável por acrescentar R$ 15,8 bilhões ao VBP do Oeste.

Em Toledo, por exemplo, a pecuária é responsável por 82% do VBP.

Essa tendência se confirma entre alguns dos municípios com maiores rendimentos, principalmente com a produção de frango e suínos.  Em Santa Helena, a atividade compõe 85% do faturamento e, em Dois Vizinhos, 90%. Os preços também favoreceram o desempenho do setor.

De maneira geral, os produtos da pecuária paranaense lideram a participação no VBP, representando uma participação 56%. Mais da metade do faturamento do Estado em 2019 veio desses itens, enquanto que no ano anterior a participação era de 47%. Somados, os produtos do grupo renderam R$ 48,46 bilhões em 2019, um crescimento real de 9%. As exportações de carnes contribuíram para o resultado, já que tiveram um aumento de 9% no faturamento e 5% no volume em 2019 na comparação com 2018. Cerca de 21% das proteínas animais que o Paraná exportou tiveram a China como destino, segundo o Deral. Os grãos e outras grandes culturas representam 39% do valor total, com faturamento de R$ 38,39 bilhões. Os produtos florestais (R$ 4,4 bilhões) e o grupo das hortaliças (R$ 4,6 bilhões) participam com 5% do VBP estadual, enquanto as frutas (R$ 1,6 bilhão) correspondem a 2%.

SOJA – A cultura da soja rendeu R$ 19,9 bilhões ao VBP do Paraná em 2019 e, com isso, perdeu cinco pontos percentuais na composição do total, chegando a 20%. Ainda assim, o grão lidera a participação. Esse índice se explica pela redução de 14% no volume produzido na safra 2018/2019 com relação à anterior em virtude de condições climáticas adversas durante o período de desenvolvimento do grão. A produção inicial esperada no início da safra era de 19,6 milhões de toneladas, mas ficou 16% menor, somando 16,4 milhões de toneladas, segundo o Deral.
 
FRANGO – Entre os produtos da pecuária, o frango é o mais representativo no VBP. O rendimento do frango em 2019 foi beneficiado pelo aumento nos preços de comercialização, e atingiu o valor de R$ 17,2 bilhões, um crescimento de 12% em valores reais. Com isso, aumentou a participação no VBP de 16% em 2018 para 18% em 2019. Foram abatidas 1,9 bilhão de cabeças de frango em 2019, crescimento de 2% em comparação com 2018.
As exportações de frango pelo Paraná contribuíram para esse índice: tendo seu rebanho suíno prejudicado pela peste suína africana, a China aumentou substancialmente suas importações de carne de frango paranaense: superando US$ 630 milhões, um aumento de 93% no valor e 75% no peso exportado, na comparação com 2018.
 
MILHO – Terceiro principal produto na composição do VBP, o milho representa 9% do total. O grão aumentou em 2% a participação com relação a 2018 e registrou crescimento de 37% no VBP em valores reais, totalizando R$ 8,7 bilhões em 2019. “A safrinha de milho contribuiu para expandir a produção de grãos, o que ajudou a compensar as perdas da cultura da soja”, explica Larissa. O Paraná colheu 16,8 milhões de toneladas de milho na safra 2019/2019.
 
LEITE – Com 4,6 bilhões de litros produzidos em 2019, 1% a mais do que no ano anterior, o leite rendeu R$ 6,2 bilhões ao Estado e representou 6% do VBP. O valor é 5% maior que o de 2018 em valores nominais mas indica uma queda de 1% em valores reais tendo em vista que o aumento de 4% no preço médio de comercialização, passando de R$ 1,29 para R$ 1,34 o litro, não foi suficiente para garantir ganho real no faturamento do produto.
 
SUÍNOS – A produção de suínos ficou estável, somando 9,8 milhões de cabeças abatidas, com um rendimento de R$ 4,5 bilhões, 16% a mais do que em 2018, em valores reais. Com isso, os suínos são responsáveis por 5% do Valor Bruto da Produção.
 
Esses resultados positivos foram impulsionados pela comercialização mais favorável. “No ano passado, principalmente a partir do segundo semestre, a alta cotação do boi acabou pressionando a demanda pelos outros produtos da pecuária que são substitutos dessa proteína”, explica a técnica do Deral. 
 
FLORESTAIS – O faturamento dos produtos florestais teve uma redução de 6% em valores reais e, em 2019, chegou a R$ 4,4 bilhões. A participação no VBP manteve-se em 5%, assim como em 2018.
 
Os itens mais representativos são destinados a serraria e laminação (2%), que somaram R$ 2,3 bilhões, e papel e celulose (1%), com R$ 820,6 milhões – 16% a menos do que em 2018, em valores reais. Mesmo com a expansão no volume produzido de papel e celulose, 6% maior do que em 2018, a maior oferta global do produto pressionou as cotações e foi responsável pelo decréscimo no faturamento.
 
A erva-mate, terceiro principal produto desse grupo (1%), teve índices positivos. A produção, de 584,8 mil toneladas, foi 10% maior do que em 2018, e o VBP de R$ 701 milhões representa um crescimento de 12% em valores reais.
 
HORTALIÇAS – A participação dos itens desse grupo no resultado total do VBP subiu de 4% em 2018 para 5% em 2019. A ampla valorização de preços resultou num ganho real representativo de 30% no VBP, totalizando R$ 4,6 bilhões.
 
O rendimento da batata-inglesa, por exemplo, cresceu 72%, somando R$1,2 bilhão, mesmo com redução de 8% na produção. Em 2019, foram produzidas aproximadamente 774 mil toneladas. O tomate teve crescimento real de 41% e rendeu R$ 761,7 milhões, com aumento de 4% na produção. Em 2019, o Estado colheu 242,3 mil toneladas.
 
FONTE: DERAL

 

LOCALIZAÇÃO  Rua Raimundo Leonardi, 1586, Subsolo    CEP: 85900-110

                                                    Centro - Toledo PR

 

 

 

 

 

 

2609