Ação na Agência do Trabalhador atende imigrantes e refugiados de Toledo

Publicado: Qui, 15/06/2023 17:21
  • Oportunidades de emprego e serviços foram oferecidos em evento realizado pela BRF nesta quinta-feira (15) com o apoio da Embaixada Solidária e da Cáritas
    Oportunidades de emprego e serviços foram oferecidos em evento realizado pela BRF nesta quinta-feira (15) com o apoio da Embaixada Solidária e da Cáritas
  • Oportunidades de emprego e serviços foram oferecidos em evento realizado pela BRF nesta quinta-feira (15) com o apoio da Embaixada Solidária e da Cáritas
    Oportunidades de emprego e serviços foram oferecidos em evento realizado pela BRF nesta quinta-feira (15) com o apoio da Embaixada Solidária e da Cáritas
  • Oportunidades de emprego e serviços foram oferecidos em evento realizado pela BRF nesta quinta-feira (15) com o apoio da Embaixada Solidária e da Cáritas
    Oportunidades de emprego e serviços foram oferecidos em evento realizado pela BRF nesta quinta-feira (15) com o apoio da Embaixada Solidária e da Cáritas
  • Oportunidades de emprego e serviços foram oferecidos em evento realizado pela BRF nesta quinta-feira (15) com o apoio da Embaixada Solidária e da Cáritas
    Oportunidades de emprego e serviços foram oferecidos em evento realizado pela BRF nesta quinta-feira (15) com o apoio da Embaixada Solidária e da Cáritas

 

A Agência do Trabalhador de Toledo recebeu nesta quinta-feira (15) o “Dia D” dedicado aos imigrantes e refugiados que residem no município. O órgão, ao lado da Embaixada Solidária e da Cáritas Diocesana de Toledo, é promovido pela Brasil Foods S/A (BRF) e ofereceu oportunidades de emprego com encaminhamento para empresas que estão com vagas em aberto e serviços importantes, como atualização de documentos pessoais e cadastro no Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur), órgão vinculado à Organização das Nações Unidas (ONU).

Ao longo do dia, este público foi atendido e contou foi orientado acerca de informações essenciais para o crescimento profissional e pessoal. “Esta ação foi iniciada recentemente pela BRF dentro de suas dependências, cadastrando cerca de 200 imigrantes. Desta vez, convidamos a empresa para usar nossa estrutura e incluir estas pessoas nos programas relacionados à Cáritas e à Acnur, além de oferecer, na medida do possível, a possibilidade de se fazer uma entrevista de emprego. A vantagem desta ação ter acontecido aqui é que temos um setor específico para atender trabalhadores pertencentes a este grupo funcionando não somente hoje, onde podem regularizar documentação e procurar uma vaga no mercado de trabalho”, salienta o diretor do Departamento de Emprego e Renda de Toledo, da Secretaria de Agronegócio, de Inovação, Turismo e Desenvolvimento Econômico (AgroDesenvolvimento), e gerente da Agência do Trabalhador de Toledo, Rodrigo Souza. "Prestamos um serviço exclusivo, personalizado e humanizado a imigrantes e refugiados, procurando entender, em cada entrevista, a história de vida deles e buscando compreender suas experiências e aptidões. A partir disso, passam a ser monitorados, com contatos periódicos que têm o objetivo de verificar se houve ou não a inserção deles no mercado de trabalho. Se não houve, continuamos a procurar oportunidades para que a contratação ocorra no menor tempo possível”, explica Aline Bonetti Rubini, servidora designada para realizar o atendimento a imigrantes e refugiados na Agência do Trabalhador.

Segundo a presidente da Embaixada Solidária, Edna Nunes, o evento é um dos bons frutos da parceria firmada em março com o governo municipal. “Trata-se de uma iniciativa bastante importante, pois o imigrante ou o refugiado tem necessidades específicas. Por isso, abrir uma frente de serviços própria para atendê-lo dentro das suas perspectivas, do seu perfil profissional. É uma ação extremamente válida, que tem ajudado a manter baixos os níveis de desemprego dentro deste público.  Estamos felizes com esse desdobramento do termo de cooperação que firmamos com a AgroDesenvolvimento e com a SMDH [Secretaria de Políticas para Infância, Juventude, Mulher, Família e Desenvolvimento Humano], o qual, em breve, nos possibilitará darmos importantes passos em vista da ampliação e da humanização deste processo de inclusão. Só temos a agradecer e celebrar esta parceria entre terceiro setor, poder público e setor produtivo”, analisa.