Agência do Trabalhador de Toledo é a 6ª do Brasil em intermediação de vagas

Publicado: Ter, 16/01/2024 14:14 | Modificado: Qua, 17/01/2024 17:20
  • Em 2023, unidade local do Sine foi responsável pelo encaminhamento de 5.572 pessoas que acabaram sendo contratadas; no Paraná, somente Curitiba e Cascavel estão à frente
    Em 2023, unidade local do Sine foi responsável pelo encaminhamento de 5.572 pessoas que acabaram sendo contratadas; no Paraná, somente Curitiba e Cascavel estão à frente

 

Nos últimos anos, a Agência do Trabalhador de Toledo, unidade local do Sistema Nacional de Emprego (Sine), tem apresentado números que impressionam municípios da região e todo o Paraná. Contudo, dados divulgados recentemente pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) demonstram que o órgão também tem-se tornado uma referência para o Brasil quando o assunto é intermediação de trabalhadores que foram encaminhados à oportunidades de emprego. 

No ranking nacional, Toledo figura na 6ª posição, com a contratação de 5.572 pessoas que procuraram os serviços da unidade local da Agência do Trabalhador e acabaram sendo contratadas. No Paraná, só outras duas cidades (com populações bem maiores) ficaram à frente da Capital Paranaense do Agronegócio: Curitiba, em 1º, com 14.289 intermediações; e Cascavel, em 5º, com 5.631.

No “Top 10”, mais duas cidades do Paraná: Francisco Beltrão (9º lugar, 4.808 intermediações) e Pato Branco (10º/4.723). Os “estrangeiros” desta lista são São Paulo/SP-Central (2º/8.103), Santana do Parnaíba/SP (3º/6.271), Francisco Morato/SP (4º/5.689), Uberlândia/MG (7º/5.565) e Fortaleza/CE (8º/5.105).

Além de Toledo e Cascavel, o Oeste do Paraná é também muito bem representado por seis agências que estão nas 100 primeiras posições do ranking dos Sines. São elas: Assis Chateaubriand (18º/3.717), Marechal Cândido Rondon (20º/3.511), Medianeira (41º/2.188), Guaíra (57º/1.740), Palotina (68º/1.512) e Matelândia (92º/1.088), 

Segundo o titular da Secretaria do Agronegócio, de Inovação, Turismo e Desenvolvimento Econômico (AgroDesenvolvimento), Diego Bonaldo, este resultado é a prova incontestável de que a Agência do Trabalhador de Toledo está cumprindo seu papel de forma eficiente. “É um órgão que atua como elo entre trabalhadores e empresas, que estão com centenas de vagas abertas. Com o objetivo de preenchê-las com os melhores candidatos é que trabalhamos de forma incansável, um esforço que também inclui qualificação de mão de obra e outras ações que visam à ampliação da empregabilidade dos trabalhadores”, pontua. “Antes estávamos em 12º lugar e agora celebramos esta condição positiva e favorável, que é explicada pelo fato de estarmos numa região muito próspera e produtiva, mas o trabalho realizado pela nossa equipe tem feito a diferença, ampliando todo este potencial. Por detrás destes números expressivos estão pessoas que preencheram uma vaga de emprego, que passaram a ter uma vida melhor, e empresas que passaram a ter o quadro completo e agora conseguem produzir mais”, analisa.

O diretor do Departamento de Emprego e Renda da AgroDesenvolvimento e gerente da Agência do Trabalhador, Rodrigo Souza, atribui parte do bom desempenho do órgão ao suporte recebido pelo governo estadual. “Nossa equipe tem recebido apoio constante Secretaria de Estado do Trabalho, Qualificação e Renda (SETR), atendendo nossas demandas com uma equipe altamente qualificada e competente”, reconhece.