Toledo sedia 3ª Conferência Intermunicipal de Cultura

Publicado: Ter, 23/05/2023 17:11
  • Artistas, agentes culturais, produtores, técnicos e trabalhadores de arte e cultura de 29 municípios da região marcaram presença no evento realizado nesta terça (23)
    Artistas, agentes culturais, produtores, técnicos e trabalhadores de arte e cultura de 29 municípios da região marcaram presença no evento realizado nesta terça (23)
  • Artistas, agentes culturais, produtores, técnicos e trabalhadores de arte e cultura de 29 municípios da região marcaram presença no evento realizado nesta terça (23)
    Artistas, agentes culturais, produtores, técnicos e trabalhadores de arte e cultura de 29 municípios da região marcaram presença no evento realizado nesta terça (23)
  • Artistas, agentes culturais, produtores, técnicos e trabalhadores de arte e cultura de 29 municípios da região marcaram presença no evento realizado nesta terça (23)
    Artistas, agentes culturais, produtores, técnicos e trabalhadores de arte e cultura de 29 municípios da região marcaram presença no evento realizado nesta terça (23)
  • Artistas, agentes culturais, produtores, técnicos e trabalhadores de arte e cultura de 29 municípios da região marcaram presença no evento realizado nesta terça (23)
    Artistas, agentes culturais, produtores, técnicos e trabalhadores de arte e cultura de 29 municípios da região marcaram presença no evento realizado nesta terça (23)
  • Artistas, agentes culturais, produtores, técnicos e trabalhadores de arte e cultura de 29 municípios da região marcaram presença no evento realizado nesta terça (23)
    Artistas, agentes culturais, produtores, técnicos e trabalhadores de arte e cultura de 29 municípios da região marcaram presença no evento realizado nesta terça (23)
  • Artistas, agentes culturais, produtores, técnicos e trabalhadores de arte e cultura de 29 municípios da região marcaram presença no evento realizado nesta terça (23)
    Artistas, agentes culturais, produtores, técnicos e trabalhadores de arte e cultura de 29 municípios da região marcaram presença no evento realizado nesta terça (23)

 

O Teatro Municipal recebeu nesta terça-feira (23) a 3ª edição da Conferência Intermunicipal de Cultura de Toledo. Artistas, agentes culturais, produtores, técnicos e trabalhadores de arte e cultura de 29 municípios do Oeste Paraná participaram do evento, que é uma realização da Secretaria Municipal da Cultura e recebe o apoio da Rede Regional de Cultura e Patrimônio do Oeste do Paraná, do Conselho de Desenvolvimento dos Municípios Lindeiros e de Itaipu Binacional.

Com cerca de 250 pessoas inscritas, a conferência, que é uma prerrogativa para a realização dos Planos Municipais, Estaduais, Distrital e Nacional de Cultura, teve vários momentos importantes. Após a sessão solene de abertura, houve a plenária de aprovação do regimento interno, apresentação de eixos e subeixos com palestrantes convidados, formação de grupos de trabalho seguida por plenária por grupo de trabalho e geral para apreciação coletiva das proposições, apresentação cultural e eleição de delegados para a Conferência Estadual de Cultura.

O ponto alto do evento foi a palestra com Danilo Junior de Oliveira, que falou sobre "Diálogos em rede: a cultura no território e os desafios na implementação dos marcos legais", mesmo tema da conferência. Mestre e doutor em Direito, ele é pesquisador do Centro de Estudos Latino-Americanos sobre Cultura e Comunicação da Universidade de São Paulo (Celacc/USP), onde é professor convidado da disciplina de Políticas Públicas para a Cultura e Mecanismos de Financiamento à Cultura na pós-graduação em Gestão de Projetos Culturais.

A fala do palestrante foi focada em dois eixos: a constituição plena do Sistema Nacional de Cultura (SNC) e o trabalho em rede entre os agentes públicos e privados do setor. Danilo citou sua experiência em Toledo no ano de 2018, quando atuou no “Fortalecendo Redes Culturais”, projeto intermediado pelo Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap) e que resultou no mapeamento cultural de todas as linguagens culturais de nosso município naquele período.

Danilo destacou também o trabalho de alta qualidade realizado na área em Toledo e região. “Muitos municípios sequer iniciaram os preparativos para suas respectivas conferências e aqui vocês estão saindo na frente, com um conjunto de políticas públicas mais sólido, com grande propensão ao diálogo entre os atores deste setor. Todos aqui partem da premissa de que a cultura precisa ser reconhecida, que ela faz o humano ser, de fato, humano, cujo acesso representa um direito fundamental do cidadão que não pode ser negado e, como tal, precisa ser tratada como prioridade pelo poder público”, pontua.

 

Mesa de honra

Antes de ministrar a palestra, Danilo compôs a mesa de honra do evento. Também participaram o gestor cultural da Itaipu Binacional, Luiz Antônio Pratti; a secretária de Cultura de Toledo e presidente da mesa diretora da conferência, Rosselane Liz Giordani; o presidente do Conselho Municipal de Políticas para a Cultura (CMPC), Ivan Junior Peron; a representante da Rede Regional de Cultura e Patrimônio do Oeste do Paraná, Tatyana Ravedutti; a gestora de Cultura do Departamento da Cultura, da Secretaria da Educação, Cultura e Esportes de Missal, Marta Terezinha Walker Kochemborger; e a coordenadora dos cursos de Artes da Secretaria da Cultura de Toledo, Cristiane Xavier Cândido

Pratti destacou o envolvimento da classe artística local na realização da Conferência Intermunicipal de Cultura de Toledo. “Um evento desta envergadura só se torna realidade mediante o trabalho de muitas mãos. É assim que se criam espaços democráticos e participativos nos quais se propõem políticas públicas que atendam às demandas da nossa gente, com ações pensadas no bem-estar da população, observa.

A secretária da Cultura de Toledo destacou que a conferência seria vivida em clima de reencontro. “É uma honra recebermos este evento em nosso teatro em um cenário de boas novidades no setor cultural, com a área voltando a ter um ministério próprio, em um ambiente mais estável e mais aberto ao debate de políticas públicas focadas na nossa região como um todo, não com cada município pensando nisso de forma isolada”, comenta. “A cultura reafirma a nossa identidade ao mesmo tempo em que possui um imenso potencial de transformação. Dessa forma, nossas ações não podem, sob hipótese nenhuma, serem pautadas por preconceitos étnicos, raciais ou religiosos. É um direito que não pode ser negado a ninguém”, salienta Rosselane.