Agentes Mirins iniciam trabalho de campo

Publicado: Ter, 21/11/2023 15:32 | Modificado: Ter, 21/11/2023 18:23
  • Alunos realizam vistoria nas imediações da escola e da comunidade em alusão ao Dia Nacional de Combate à Dengue (19 de novembro)
    Alunos realizam vistoria nas imediações da escola e da comunidade em alusão ao Dia Nacional de Combate à Dengue (19 de novembro)
  • Alunos realizam vistoria nas imediações da escola e da comunidade em alusão ao Dia Nacional de Combate à Dengue (19 de novembro)
    Alunos realizam vistoria nas imediações da escola e da comunidade em alusão ao Dia Nacional de Combate à Dengue (19 de novembro)
  • Alunos realizam vistoria nas imediações da escola e da comunidade em alusão ao Dia Nacional de Combate à Dengue (19 de novembro)
    Alunos realizam vistoria nas imediações da escola e da comunidade em alusão ao Dia Nacional de Combate à Dengue (19 de novembro)
  • Alunos realizam vistoria nas imediações da escola e da comunidade em alusão ao Dia Nacional de Combate à Dengue (19 de novembro)
    Alunos realizam vistoria nas imediações da escola e da comunidade em alusão ao Dia Nacional de Combate à Dengue (19 de novembro)
  • Alunos realizam vistoria nas imediações da escola e da comunidade em alusão ao Dia Nacional de Combate à Dengue (19 de novembro)
    Alunos realizam vistoria nas imediações da escola e da comunidade em alusão ao Dia Nacional de Combate à Dengue (19 de novembro)
  • Alunos realizam vistoria nas imediações da escola e da comunidade em alusão ao Dia Nacional de Combate à Dengue (19 de novembro)
    Alunos realizam vistoria nas imediações da escola e da comunidade em alusão ao Dia Nacional de Combate à Dengue (19 de novembro)
  • Alunos realizam vistoria nas imediações da escola e da comunidade em alusão ao Dia Nacional de Combate à Dengue (19 de novembro)
    Alunos realizam vistoria nas imediações da escola e da comunidade em alusão ao Dia Nacional de Combate à Dengue (19 de novembro)
  • Alunos realizam vistoria nas imediações da escola e da comunidade em alusão ao Dia Nacional de Combate à Dengue (19 de novembro)
    Alunos realizam vistoria nas imediações da escola e da comunidade em alusão ao Dia Nacional de Combate à Dengue (19 de novembro)
  • Alunos realizam vistoria nas imediações da escola e da comunidade em alusão ao Dia Nacional de Combate à Dengue (19 de novembro)
    Alunos realizam vistoria nas imediações da escola e da comunidade em alusão ao Dia Nacional de Combate à Dengue (19 de novembro)

 

Mais de 70 turmas de Agentes de Endemia Mirins realizam até a próxima sexta-feira (24) atividades externas acompanhados de agentes do Setor de Endemias. O propósito é acompanhar as crianças em atividades de campo para colocar em prática o conteúdo de prevenção trabalhado pelos professores. O programa Agente Mirim oferece a estudantes da rede municipal de ensino atividades curriculares complementares com o objetivo de conscientizar, prevenir e combater o Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, da febre chikungunya e do Zika vírus.

 

Primeiro os alunos dos 4º anos das 36 escolas municipais receberam formação e trabalharam o conteúdo em sala de aula. Essa semana foi a vez de conhecer a rotina dos agentes de combate às endemias e fazer as próprias vistorias. A atividade que iniciou na segunda-feira (20) e segue até a próxima sexta-feira (24) está prevista na Lei Nº 2.459/2022 que institui o Agente Mirim e é alusiva ao Dia Nacional de Combate à Dengue (19 de novembro). 

 

A professora da Escola Municipal Antonio Scain, Débora Regina Campos Turetta, explica como foi trazer essa proposta para sala de aula. “Nós fizemos uma dinâmica para ver primeiro o que eles sabiam sobre o assunto e trabalhamos uma paródia para introduzir o conteúdo. Num segundo momento, fizemos um trabalho para conhecerem e saberem identificar o mosquito, as características, os focos e os sintomas das doenças. Eles fizeram uma planta da casa deles, pois o primeiro lugar que tenho que cuidar é a minha casa. Deu pra identificar até futuros engenheiros”, aponta orgulhosa ao mostrar alguns trabalhos dos seus alunos.

 

Com a entrega dos coletes e a missão de vistoriar a própria casa e a do vizinho, alguns alunos já se sentiram empoderados. “A partir daí estão se sentindo agentes para cuidar do ambiente em que eles vivem. É isso que queremos, promover ações fora dos portões da escola com as crianças, de forma que se sintam importantes e parte do processo, com isso viram agentes transformadores”, explica a professora. 

 

Os alunos também fizeram uso dos tablets para acessar aplicativos fornecidos pela Secretaria Municipal de Educação (Smed) com conteúdos sobre o assunto e para registrar suas ações. Alguns alunos gravaram vídeos demonstrando indignação ao encontrar focos de água parada no quintal de casa. 

 

Para os alunos do 4º Ano A da Escola Antonio Scain, a manhã desta terça-feira (21) foi de vistoria no pátio da própria escola. Os alunos foram divididos em grupos e saíram com os agentes de endemias. Um dos grupos encontrou um foco de água parada em uma árvore. “Quando vimos a árvore estava com água acumulada e o professor [agente de endemias] disse que a solução seria encher de pedras ou areia”, conta a Agente Mirim, Amanda Luiza Borelli (09). 

 

Ela ainda relatou que a mãe já foi agente de endemias e lhe deu um livro, onde mencionava que buracos de árvores poderiam ser focos de criadouros do mosquito Aedes aegypti e isso fez lembrar de verificar nesse local. O colega de Amanda e também Agente Mirim, Lucas José Araújo (08), estava em outro grupo e confidenciando aos colegas sobre sua empolgação. “Eu estou muito animado para ir atrás dos focos, eu já encontrei cinco possíveis focos atrás da escola”, relatou. Lucas disse estar aprendendo muito sobre o combate às endemias e gosta de ser um Agente Mirim, pois pode salvar as pessoas de pegarem dengue. 

 

No final da atividade, os agentes de endemias elogiaram o trabalho desenvolvido pelas crianças e entregaram um certificado para a turma, pelo mérito no combate à dengue. “Eles já aprenderam bem e estão muito atentos”, avaliou o agente Gabriel Fernando Lindner. “Compartilhar esse conhecimento com os familiares será bem importante, além de criarem consciência que não é só o agente de endemias que pode fazer a vistoria no imóvel, mas cada um de nós, isso vai contribuir muito com o nosso trabalho”, complementa o agente Matheus da Paz. 

 

Até o fim deste ano letivo, as ações do Agente Mirim ficarão restritas às turmas do 4º ano das 36 escolas da rede municipal de ensino, mas chegarão a todas em 2024. “É um programa que leva em conta a função que as escolas têm dentro das comunidades. Elas são o ponto focal de bairros e distritos e, dessa forma, os conhecimentos transmitidos em sala de aula têm o poder de ultrapassar os limites estabelecidos pelos muros, chegando às famílias e fazendo a diferença em diversas realidades”, pontua a secretária da Educação, Marli Gonçalves Costa.