Professores de Toledo participam de evento da Undime

Publicado: Qui, 23/03/2023 17:05 | Modificado: Ter, 28/03/2023 10:37
  • Professores de Toledo participam de evento da Undime
    Professores de Toledo participam de evento da Undime
  • Professores de Toledo participam de evento da Undime
    Professores de Toledo participam de evento da Undime
  • Professores de Toledo participam de evento da Undime
    Professores de Toledo participam de evento da Undime
  • Professores de Toledo participam de evento da Undime
    Professores de Toledo participam de evento da Undime

 

A União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação do Paraná (Undime) realizou nos dias 22 e 23 de março o I Seminário de 2023 com a temática: "Gestão Municipal: financiamento, educação infantil e inclusão (TEA)". O evento aconteceu no Centro de Convenções e Eventos de Cascavel e contou com a participação de 80 professores da Rede Municipal de Educação de Toledo. Para viabilizar a participação dos servidores, a Secretaria Municipal da Educação (Smed) investiu R$ 16 mil. 

Entre os participantes de Toledo estão os diretores dos centros municipais de educação infantil, os coordenadores das escolas municipais e a equipe do Centro Integrado de Políticas Educacionais Professora Maria Iaschombek Doege (Cipe). A escolha destes profissionais se deu a partir dos temas que foram abordados no Seminário.

A secretária da Educação de Toledo, Marli Gonçalves Costa, lembrou que o município se filiou à Undime/PR no final de 2022 e essa é uma das primeiras ações oportunizadas ao grupo de profissionais da educação de Toledo. “A Undime é uma entidade que estabelece redes solidárias de troca de informações e experiências, proporcionando aos seus representantes a oportunidade de integração regional e nacional na área da Educação. Se considerarmos o investimento, não seria possível custear a participação nem de 10% destes professores em um evento da mesma qualidade em outras regiões”, avaliou a secretária. 

Segundo a diretora do Sistema de Ensino, Luci Graciela Kuhn, os conteúdos trabalhados vão agregar bons conhecimentos e experiências aos nossos professores. No primeiro dia, Luciano Machado de Souza, que atua na 8º Promotoria de Justiça da Comarca de Cascavel, no Paraná, abriu a sequência de palestras e enfatizou o dever do município e do Estado com a educação. “Ele fez uma fala que foi fora de série e muito esclarecedora. O papel do município é atuar prioritariamente na educação infantil e ensino fundamental. Ou seja, antes de realizar o regime de colaboração para outros níveis de escolarização, o município precisa assegurar e garantir o direito à educação básica a todos”, reproduziu a diretora.

Na sequência do primeiro dia, a pesquisadora e consultora em políticas voltadas para o desenvolvimento infantil, Bárbara Barros Barbosa, trouxe como abordagem o tema “Educação Infantil: a agenda para a construção dos Planos para a Primeira Infância”.

A temática debatida pela professora Cassiana Magalhães foi “Os Desafios na Organização da Rotina, dos Espaços, Currículo e Avaliação na Educação Infantil”. “Para falar sobre Transtorno do Espectro Autista (TEA) e o papel do professor, a psicóloga e professora Maria Fátima Joaquim Minetto levou uma discussão sobre o ambiente que criamos para a criança autista, nos fazendo refletir sobre a nossa postura enquanto educadores”, relatou Luci.

Para fechar o primeiro dia do Seminário Undime, subiu ao palco a diretora da Clínica Escola Juditha Paludo Zanuzzo, Rosilei Teresinha Colla Bertaioli. Em suas falas, enfatizou a importância do auxílio para o desenvolvimento escolar da criança austista. Tendo essa ajuda a criança pode aprender e ter um excelente desempenho na sua jornada estudantil.

A primeira convidada a subir ao palco nesta quinta-feira (23) foi a psicóloga e Dra. Sonia Shima Barroco, para ministrar a palestra “O trabalho pedagógico no ensino da criança com Transtorno do Espectro Autista (TEA)”. “O autismo é um distúrbio que pode trazer alterações na linguagem, interação social e comportamental. Mas, ele não impede a criança de aprender. Todos nós podemos aprender desde que haja adequações dos recursos e das estratégias metodológicas utilizadas em sala de aula”, pontuou.

A chefe do Departamento de Governança de Dados da Secretaria de Estado da Educação (Seed), Fernanda Paula Evangelista, falou sobre a previsão de recursos e impostos de mercadorias e serviços. O bate papo que fechou a rodada de palestras da manhã abordou o tema “ICMS Educação no Paraná: desafios para 2023”, que esclareceu dúvidas a respeito da questão financeira no contexto educacional.

“Participar de eventos como esse nos ajuda a discutir e conhecer novas técnicas, nos motivando a trazer para nossos espaços escolares um olhar diferenciado sobre as temáticas discutidas no evento. Foi importante trazer nossos professores para participar dessas discussões, pois são pautas que fazem parte da nossa realidade, que precisam ser debatidas e estudadas”, finalizou Luci.