Projeto Integralizar prevê Tempo Integral em escolas do interior de Toledo

Publicado: Qua, 11/10/2023 17:00
  • Alunos selecionados da sede do município receberão transporte escolar para estudar em Tempo Integral nas escolas do interior
    Alunos selecionados da sede do município receberão transporte escolar para estudar em Tempo Integral nas escolas do interior

 

Por meio do Projeto Integralizar, a Secretaria Municipal da Educação (Smed) vai oportunizar que muitas crianças que aguardam uma oportunidade de estudar numa escola de Ensino Integral consigam almejar esse objetivo já para o próximo ano, em 2024. A gestão municipal percebeu um grande potencial de aproveitamento das escolas localizadas nas áreas rurais de Toledo e está preparando os cenários para tornar esse objetivo uma realidade.

 

A diretora de Ensino da Smed, Dirce Maria Steffens Kulzer, explica que a matrícula para o Tempo Integral é por adesão, é um convite às famílias. “Oferecemos para a família a oportunidade de matricular os filhos numa escola de Tempo Integral, onde têm toda a estrutura de salas de aula, de equipamentos tecnológicos, de materiais e também a disponibilidade de professores para fazer esse atendimento”. 

 

Atualmente, as escolas do interior possuem poucos alunos, porém são escolas com oferta de ensino de qualidade, mantêm toda a estrutura administrativa e de professores funcionando. “A Secretaria da Educação pensou nesse programa justamente para otimizar o uso desses espaços e também do trabalho desses docentes que têm a mesma formação dos demais que trabalham na área urbana e dispõem de todos os equipamentos e materiais pedagógicos das escolas da cidade. Então, desta forma otimizamos o uso dos materiais pedagógicos, dos espaços e os profissionais de toda a Rede Municipal de Ensino”, salienta a secretária da Educação, Marli Gonçalves Costa. 

 

Como funciona - O projeto Integralizar prevê o atendimento de crianças com Educação em Tempo Integral nas escolas do interior do município de Toledo. Primeiro são feitas reuniões nas escolas para as famílias que têm intenção de matricular seus filhos. Eles recebem toda a orientação e o detalhamento da ação. Em seguida recebem um link para preencher o recenseamento, que é específico para cada região. Na sequência, preenchem uma ficha de cadastro para a seleção do Integral, pois nem todos serão atendidos. “Através  de uma comissão formada por membro do conselho escolar, diretor da escola, coordenador pedagógico e Serviço Social da Smed haverá a seleção das crianças que poderão ser matriculadas no Integral. Esses pais serão convocados para realizar as matrículas. Com base nesses números é feito então uma licitação para a contratação do transporte escolar”, detalha Kulzer. 

 

Critérios - Os critérios para as vagas do integral no interior são os mesmos já usados nas demais escolas que atendem nesse regime. Eles são estabelecidos por Lei Municipal. Existe uma comissão técnica que avalia cada caso. 

 

Escolas atendidas - A Smed já realizou reuniões nas escolas do São Francisco e do Panorama, Henrique Broad e Walmir Grande, respectivamente, onde foi detalhado para os pais como será esse atendimento e onde os alunos terão a oportunidade de estudar. Neste caso, as crianças de quarto e quintos anos terão vagas ofertadas nas escolas de Concórdia do Oeste (Duque de Caxias), Dez de Maio (Miguel Dewes) e Cerro da Lola (São Pedro). Elas serão levadas com transporte escolar gratuito, que pegará os alunos pela manhã no bairro e levará para a escola onde ficarão o dia todo, no atendimento integral. 

 

“Desta forma irá diminuir as matrículas de alunos de quartos e quintos anos nas escolas Henrique Brod e Walmir Grande podendo, então, abrir mais vagas para as matrículas de Educação Infantil, Primeiro, Segundo e Terceiros anos”, explica a Diretora de Ensino, Dirce Kulzer.

 

Também existe previsão da oferta do integral na Escola Nossa Senhora das Graças em Ouro Preto, levando o público de quarto e quinto ano da região do Jardim América/Europa, com o funcionamento da mesma forma. 

 

Dentro do programa Integralizar, também existe a previsão de abertura de turmas integrais nas escolas Princesa Isabel, no Distrito de Dois Irmãos; Tomé de Souza, em Vila Ipiranga; e Washington Luiz, em Novo Sobradinho. Para esses locais serão levadas crianças com transporte escolar dos bairros do Jardim Coopagro e Santa Maria. 

 

Integral no interior - Segundo a diretora de Ensino da Smed, as escolas do interior irão fornecer todo o aparato também encontrado nas escolas da sede. “Os alunos terão todo o acesso à matriz curricular do Regular e mais toda oferta de conteúdos do Integral, principalmente na questão do aprimoramento, aperfeiçoamento da aprendizagem da Língua Portuguesa, da Matemática, mais aulas de Robótica, Computação, atividades de lazer, de esportes e de Língua Estrangeira. A criança terá lanche da manhã, almoço, lanche da tarde e no final do período da aula, o transporte até o local de onde ela foi pega, provavelmente de frente às escolas do bairro de onde ela vai partir”, relata a diretora.