Smed divulga resultado da Prova Toledo

Publicado: Ter, 21/03/2023 16:50 | Modificado: Qua, 22/03/2023 10:34
  • Com o diagnóstico de cada turma e cada escola, Smed planeja ações direcionadas para melhorar a qualificação dos professores no sentido de obter melhores resultados
    Com o diagnóstico de cada turma e cada escola, Smed planeja ações direcionadas para melhorar a qualificação dos professores no sentido de obter melhores resultados

 

A Prova Toledo  é um instrumento de avaliação que foi  elaborado com o objetivo de identificar as dificuldades apresentadas, bem como, as habilidades já apropriadas pelos estudantes durante o processo de ensino e aprendizagem e foi aplicada  no mês de fevereiro para os alunos de 3º, 4º e 5º anos da Rede Municipal de Ensino de Toledo. 

Segundo a diretora do Departamento de Ensino da Secretaria Municipal de Educação (Smed), Dirce Maria Steffens Külzer, a avaliação apresentou dados valiosos sobre a aprendizagem dos alunos e apontou o diagnóstico do desempenho das crianças nos componentes curriculares de Língua Portuguesa e Matemática. 

“A Prova Toledo, é, indubitavelmente, uma ferramenta para o professor, equipe gestora da escola e equipe da Secretaria Municipal da Educação elaborarem a partir de evidências, ações de apoio pedagógico com objetivo de melhoria da aprendizagem”, explicou a diretora.

Sobre o diagnóstico, a secretária da Educação, Marli Gonçalves Costa, disse que agora é uma questão de informar os professores, coordenadores e diretores sobre o resultado da avaliação, pois terão um quadro muito claro para cada uma das 15 questões aplicadas. “A questão número um trata desse assunto, ele [o diagnóstico] sabe certinho quantos na turma de terceiro ano, do 4º, de 5º solucionaram e foram bem, se está tudo bem encaminhado. E também sabem quando isso não acontece. A primeira ação agora é dentro da própria instituição e também envolve nossos coordenadores, que já estão trabalhando”, explica Marli. 

Ela cita um exemplo de como o resultado dessa avaliação pode e será trabalhado. “A semana passada teve a capacitação dos profissionais do terceiro ano. Com esses números tabulados e cientes dos conteúdos que os alunos tiveram mais dificuldades na Prova Toledo, trabalhamos com os professores no sentido de, metodologicamente, usar a melhor estratégia para recuperar essa defasagem. Para cada situação avaliamos se precisamos investir mais na qualificação, no material disponível ou na área que for mais necessária. Cada escola terá acesso à porcentagem de acerto de cada questão e em cada ano. Diagnosticar as dificuldades e necessidades auxiliam na tomada de decisões e, com o tempo, na melhoria das condições de ensino x aprendizagem”, relatou a secretária da Educação.