Programa de Iniciação Motora atende crianças com TEA e Down no Centro Olímpico

Publicado: Qua, 06/03/2024 13:41 | Modificado: Qui, 07/03/2024 17:23
  • Programa de Iniciação Motora agrada o público no Centro Olímpico Arnoldo Bohnen
    Programa de Iniciação Motora agrada o público no Centro Olímpico Arnoldo Bohnen
  • Programa de Iniciação Motora agrada o público no Centro Olímpico Arnoldo Bohnen
    Programa de Iniciação Motora agrada o público no Centro Olímpico Arnoldo Bohnen
  • Programa de Iniciação Motora agrada o público no Centro Olímpico Arnoldo Bohnen
    Programa de Iniciação Motora agrada o público no Centro Olímpico Arnoldo Bohnen
  • Programa de Iniciação Motora agrada o público no Centro Olímpico Arnoldo Bohnen
    Programa de Iniciação Motora agrada o público no Centro Olímpico Arnoldo Bohnen
  • Programa de Iniciação Motora agrada o público no Centro Olímpico Arnoldo Bohnen
    Programa de Iniciação Motora agrada o público no Centro Olímpico Arnoldo Bohnen
  • Programa de Iniciação Motora agrada o público no Centro Olímpico Arnoldo Bohnen
    Programa de Iniciação Motora agrada o público no Centro Olímpico Arnoldo Bohnen
  • Programa de Iniciação Motora agrada o público no Centro Olímpico Arnoldo Bohnen
    Programa de Iniciação Motora agrada o público no Centro Olímpico Arnoldo Bohnen

 

A Secretaria de Esportes e Lazer de Toledo (Smel) lançou no último ano o Programa de Iniciação Motora (PIM). A atividade acontece no Centro Olímpico Arnoldo Bohnen e é destinada para crianças a partir dos 5 anos de idade, adolescentes e adultos com transtorno do espectro autista (TEA) e síndrome de Down, propondo para elas um estímulo à execução de vários movimentos em um circuito funcional. 

As aulas são oferecidas às terças e quintas no período matutino e vespertino. São realizadas atividades psicomotoras com o intuito de favorecer o desenvolvimento da criança/adolescente e contribuir para a melhora das funções cognitivas, bem como, das diversas habilidades motoras.

Sophia Grams, que fará 6 anos nos próximos dias, é uma criança com TEA leve e que frequenta as aulas desde outubro do ano passado. Houve um recesso em dezembro e as atividades retornaram em fevereiro de 2024. Ylaine Grams (40), mãe da Sophia, diz estar muito contente com os resultados obtidos neste período, principalmente na parte motora e de socialização. 

“Está sendo maravilhoso para ela. Com certeza esse atendimento interferiu muito na evolução da Sophia. Depois que ela começou a frequentar as aulas do PIM passou a se equilibrar na bicicleta, agora ela já anda de patinete e até de patins. Evoluiu muito rápido, para ela foi ótimo. Ela gosta de desafios e quer que aumente os desafios o tempo todo. Com certeza vai ser uma esportista, pois gosta de correr o tempo todo”, conta a mãe.

Já o Miguel Morante tem 7 anos e síndrome de Down, também é um dos primeiros alunos do programa, começou as aulas em setembro de 2023. A mãe do Miguel, Anna Cristina Dallabrida Morante (42) conta que tudo que é feito para uma criança especial é sempre diferente. “O simples acaba se tornando um obstáculo”, relata. Ela elogiou o Programa e a atenção dada pelos professores. “Está sendo fantástico para o Miguel. É atividade atrás de atividade, tudo o que a gente pode estimular para o desenvolvimento deles é melhor. Aqui envolve tudo, desde a questão motora, a questão do pensar, envolve a questão do direito/esquerdo, então trabalha muitas áreas do corpo.

Então, para o Miguel é maravilhoso”, enfatiza a mãe. Anna Cristina relatou vários outros aspectos que também são trabalhados quando as atividades são realizadas junto com outras crianças e o quanto isso tem influenciado positivamente no cotidiano do seu filho. “Por mim esse programa poderia existir para sempre”, exalta a mãe. O mesmo pensamento é compartilhado pela mãe da Sophia. 

Resultados - Segundo o relato dos professores, as atividades favorecem o processo de ensino e aprendizagem por meio de atividades com foco na socialização, afetividade e nos aspectos motores como o equilíbrio, coordenação motora, noção de espaço e tempo, dentre outros. 

Inscrições - Os pais e responsáveis interessados em inscrever as crianças que se enquadram neste perfil podem fazer sua inscrição, de forma presencial, no Centro Olímpico (Rua Guanabara, 945-1027 - Jardim La Salle) ou ligar e solicitar a inclusão na lista de espera. Em razão do atendimento só poder ser feito em pequenos grupos, o número de vagas é bastante limitado.