Prova de vida para beneficiários do Fapes/Toledoprev poderá ser digital em 2023

Publicado: Seg, 30/01/2023 15:00
  • A prova de vida poderá ser realizada via aplicativo Gov.br e no mês do aniversário, não mais concentrado num período específico do ano
    A prova de vida poderá ser realizada via aplicativo Gov.br e no mês do aniversário, não mais concentrado num período específico do ano

 

Os beneficiários do Fundo de Aposentadorias e Pensões dos Servidores Públicos Municipais (Fapes/Toledoprev) devem realizar a prova de vida exigida pela entidade que gerencia o Regime Próprio de Previdência Social (RPPS) do Município de Toledo. Este ano a comprovação passa a ser exigida, impreterivelmente no mês de aniversário dos aposentados ou pensionistas. 

Os beneficiários do Fundo de Aposentadorias e Pensões dos Servidores Públicos Municipais (Fapes) devem realizar a prova de vida exigida pelo ToledoPrev, entidade que gerencia o Regime Próprio de Previdência Social (RPPS) do Município de Toledo. Este ano a comprovação passa a ser exigida, impreterivelmente no mês de aniversário dos aposentados ou pensionistas. 

Segundo o Decreto Nº 696, de 13 de janeiro de 2023, a Prova de Vida será realizada no período de janeiro a dezembro de cada ano, por meio digital, através da validação facial no aplicativo GOV.BR.  O beneficiário deverá ter a biometria (identificação digital) cadastrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ou no Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), ter uma conta no GOV.BR e instalar em seu celular o aplicativo GOV.BR. 

Caso o beneficiário não possua biometria cadastrada no TSE ou no Denatran, poderá, alternativamente, realizar a Prova de Vida presencial nas agências da Caixa Econômica Federal, inclusive para os beneficiários que solicitarem portabilidade bancária para os pagamentos dos benefícios. 

No prazo estipulado, este deve se dirigir a uma agência da Caixa Econômica Federal com documento oficial de identidade com foto (como RG, CNH, passaporte, CTPS, entre outros) e realizar a Comprovação Anual de Vida. Vale destacar que o procedimento é obrigatório para os 1.232 aposentados e 168 pensionistas que tiveram seu benefício concedido até 31 de janeiro de 2023 e que a não realização implica na suspensão dos pagamentos até a efetivação da prova de vida. 

Aposentados e pensionistas inválidos ou com locomoção impossibilitada por motivo de saúde podem solicitar, mediante apresentação de atestado médico, visita domiciliar para a efetivação deste procedimento. Para mais informações, acesse a página do ToledoPrev clicando aqui.