Convênio entre Seab e Cofatol será operacionalizado pelo Município de Toledo

Publicado: Sex, 09/02/2024 15:12 | Modificado: Qua, 14/02/2024 17:25
  • Parceria firmada na manhã de hoje (9) prevê repasse à cooperativa de R$ 432 mil por ano; produtos serão distribuídos a famílias selecionadas pela Assistência Social
    Parceria firmada na manhã de hoje (9) prevê repasse à cooperativa de R$ 432 mil por ano; produtos serão distribuídos a famílias selecionadas pela Assistência Social
  • Parceria firmada na manhã de hoje (9) prevê repasse à cooperativa de R$ 432 mil por ano; produtos serão distribuídos a famílias selecionadas pela Assistência Social
    Parceria firmada na manhã de hoje (9) prevê repasse à cooperativa de R$ 432 mil por ano; produtos serão distribuídos a famílias selecionadas pela Assistência Social

 

O Gabinete do Prefeito foi o cenário, na manhã desta sexta-feira (9), da assinatura do convênio firmado entre Secretaria de Estado da Agricultura (Seab) e a Cooperativa de Agricultores Familiares de Toledo (Cofatol). O evento contou com representantes do Governo do Estado, da cooperativa e da administração municipal, que fará a operacionalização dos frutos desta parceria.

O documento assinado faz parte das ações do Compra Direta Paraná, programa do Governo do Estado que incentiva a agricultura familiar garantindo a compra de parte da produção de associados a cooperativas, cabendo aos municípios fazer a sua distribuição. Por meio deste convênio, que pode ser prorrogado por três anos de forma ininterrupta, a Cofatol receberá R$ 432 mil por ano, recurso que beneficiará centenas de associados à cooperativa e mais de 800 famílias em situação de vulnerabilidade selecionadas pela Secretaria de Assistência Social.

A Secretaria da Administração, por meio da Unidade Central de Produção de Alimentos (Cozinha Social), fará o recebimento, armazenamento e transporte dos produtos entregues pela Cofatol até os locais onde haverá a distribuição dos kits com hortaliças, frutas, panificados, entre outros itens. “O Compra Direta Paraná surgiu durante a pandemia de Covid-19 e, devido aos bons resultados, foi mantido pelo Governo do Estado. Nesta nova fase, 170 cooperativas paranaenses serão beneficiadas, recebendo, ao todo, mais de R$ 60 milhões. Na nossa regional, são 11 entidades selecionadas que terão acesso a cerca de R$ 1,8 milhão. A partir de agora, com o programa permanente, os repasses passam a ser regulares, sem interrupções no fim ou no começo de cada ano”, observa o chefe do escritório da Seab em Toledo, Paulo Roberto Salesse. “Assessoramos tanto a parte administrativa da cooperativa quanto os produtores associados, auxiliando em aspectos técnicos da produção bem como na elaboração de projetos que os ajude a ter acesso a políticas públicas como esta. É satisfatório ver a nossa parceria rendendo bons frutos”, avalia o chefe regional do Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná (IDR-PR), Ivan Decker Raupp.

Além de Paulo e Ivan, o assessor regional da Casa Civil, Matheus Mauricio Ramos, também representou no ato o Governo do Estado. A parceria com a gestão estadual foi enaltecida pelo prefeito Beto Lunitti. “Temos no Palácio Iguaçu, a começar pelo governador Ratinho Junior, pessoas que tem sensibilidade de entender a importância de políticas que garantem dinheiro no bolso do pequeno produtor e comida de qualidade no prato daqueles que mais necessitam. Do que depender da administração municipal, tudo será feito para que a Cofatol e a agricultura familiar em Toledo sejam fortalecidos cada vez mais”, assegura. “Somos vistos como ‘cidade rica’, mas, infelizmente, há ainda muitas famílias que sofrem com insegurança alimentar, que só conseguem comprar o básico. Esta é uma das faces da desigualdade social e, enquanto gestor, é nosso dever trabalhar continuamente para reduzi-la”, acrescenta Beto Lunitti.

A fala do chefe do Executivo foi corroborada pelos secretários da Administração (Andriws Todeschini Prestes), da Assistência Social (Solange Silva dos Santos Fidelis) e do Agronegócio, de Inovação, Turismo e Desenvolvimento Econômico (Diego Bonaldo). “Nossa pasta, por meio da Cozinha Social, tem trabalhado para viabilizar, por todos os meios possíveis, investimentos na questão da segurança alimentar, uma prioridade desta gestão”, observa Andriws. “Temos uma grande produção de alimentos, mas, para alguns itens que o município adquire, ainda precisamos de fornecedores de outros municípios, razão pela qual não medimos esforços para fortalecer nossa agricultura familiar”, pontua Diego. “Como tem ocorrido desde a fase mais aguda da pandemia, as partes envolvidas na aquisição, armazenamento, transporte e distribuição destes alimentos estão trabalhando de forma integrada, demonstrando que é possível aliar desenvolvimento econômico com o desenvolvimento social e humano”, analisa Solange.

O presidente da Cofatol, Elírio Cavaleri, destacou a importância deste convênio para a cooperativa. “Os termos deste acordo oferecem condições excelentes para os nossos associados, permitindo o melhor planejamento de plantio e colheita nas propriedades. Com a nossa produção ou parte dela tendo comprador garantido, nosso negócio passa a ter mais previsibilidade. Só tenho a agradecer o envolvimento de todos e salientar que políticas de incentivos como esta são extremamente necessárias no contexto atual da agricultura familiar”, comenta.