Prefeitura, NRE e forças de segurança avançam em discussões para uma escola mais segura

Publicado: Qui, 06/04/2023 17:32 | Modificado: Seg, 10/04/2023 15:18
  • Prefeitura, NRE e forças de segurança avançam em discussões para uma escola mais segura
    Prefeitura, NRE e forças de segurança avançam em discussões para uma escola mais segura
  • Prefeitura, NRE e forças de segurança avançam em discussões para uma escola mais segura
    Prefeitura, NRE e forças de segurança avançam em discussões para uma escola mais segura
  • Prefeitura, NRE e forças de segurança avançam em discussões para uma escola mais segura
    Prefeitura, NRE e forças de segurança avançam em discussões para uma escola mais segura
  • Prefeitura, NRE e forças de segurança avançam em discussões para uma escola mais segura
    Prefeitura, NRE e forças de segurança avançam em discussões para uma escola mais segura

 

As discussões em relação à segurança nas unidades escolares do município foram ampliadas. Após encontro com integrantes da gestão municipal no período da manhã da quinta-feira (06), à tarde foi a vez de uma nova reunião do prefeito Beto Lunitti com o Núcleo Regional de Educação (NRE) e a Secretaria Municipal de Educação (Smed) para tratar de ações mais ampliadas envolvendo diversos setores. Estiveram presentes o responsável da 2ª Companhia do Batalhão Escolar Comunitária, 1º Tenente Paulo Roberto da Silva, e o secretário da Segurança e Mobilidade Urbana, Major Christian Guilherme Goldoni.

Foi definida uma reunião para o dia 20 de abril, no Teatro Municipal, a partir das 8h, com convite para as direções das escolas municipais e estaduais, dos centros municipais de educação infantil, das escolas particulares, das universidades e faculdades e para o Conselho Municipal de Educação (CME), o Conselho de Segurança, o Conselho Tutelar, Fórum Municipal de Educação, Associações de Pais, Mestres e Funcionários (APMF), Câmara Municipal, Poder Judiciário, Ministério Público e forças de segurança das diversas esferas. 

“Precisamos agir de forma rápida, porém organizada. Criar estratégias para combater à violência externa, mas também o que surge dentro das próprias escolas. Os fatos registrados nos últimos dias, em São Paulo e Blumenau, serviram como alerta para uma discussão que precisa acontecer e envolver toda a sociedade. Vamos propor, dentro deste encontro do dia 20 de abril, um grande fórum para debatermos essa questão”, comentou o prefeito Beto Lunitti.

Já a secretária de Educação de Toledo, Marli Gonçalves Costa, lembrou que, neste momento, os pais e responsáveis estão preocupados e com razão. “Precisamos, mais do que nunca, da presença da patrulha escolar e das forças de segurança próximas aos colégios, escolas e CMEI’s. As pessoas precisam sentir-se e saber que estão seguras”, disse. 

Para o momento, um suporte maior dos agentes da Guarda Municipal e da Polícia Militar com o intuito de coibir a criminalidade no entorno das unidades educacionais foi sugerido pelo vice-prefeito Ademar Dorfschmidt. “Precisamos da presença de vocês. A comunidade tem que ver os agentes, sejam eles da PM ou da GM, no ambiente escolar. As rondas no entorno são importantes, mas também é necessário estar dentro dos prédios, visitando as direções, sendo presentes no dia a dia dos alunos e professores”, destacou.

Diante do exposto, o chefe do Núcleo de Educação (NRE), José Carlos Guimarães, enalteceu a provocação do prefeito Beto Lunitti. “Toledo é uma referência em diversos aspectos e podemos, a partir dessa mobilização de toda a sociedade, nos destacarmos numa solução para uma situação que aflige todos os municípios do Brasil”, reforçou.