Toledo avança na desburocratização e ajustes são discutidos com entidades

Publicado: Seg, 01/04/2024 13:08 | Modificado: Sex, 05/04/2024 12:20
  • Toledo avança na desburocratização e ajustes são discutidos com Sincoeste
    Toledo avança na desburocratização e ajustes são discutidos com Sincoeste
  • Toledo avança na desburocratização e ajustes são discutidos com Sincoeste
    Toledo avança na desburocratização e ajustes são discutidos com Sincoeste
  • Toledo avança na desburocratização e ajustes são discutidos com Sincoeste
    Toledo avança na desburocratização e ajustes são discutidos com Sincoeste
  • Toledo avança na desburocratização e ajustes são discutidos com Sincoeste
    Toledo avança na desburocratização e ajustes são discutidos com Sincoeste

 

Com o intuito de aprimorar as mudanças em relação à emissão de alvarás, diversos setores da administração municipal e representantes do Sindicato dos Contadores e Técnicos em Contabilidade de Toledo e Região (Sincoeste), SESCAP-PR, CRC/PR, FECOPAR, FENACON e Associação dos Contabilistas de Toledo se reuniram na última quinta-feira (28), no Gabinete do Prefeito. O intuito do encontro era falar sobre os avanços e apontar melhorias para o sistema em uso. Participaram as Secretarias de Fazenda, Administração, Planejamento, Habitação e Urbanismo e do Agronegócio, da Inovação, Turismo e Desenvolvimento Econômico (Agrodesenvolvimento).

Apesar da necessidade de alguns ajustes, a rapidez na tramitação já é percebida. Antes da vigência do o Decreto Nº 1.074/2024, a consulta prévia para abertura de empresas tinha um tempo médio de 10 horas e 33 minutos. No primeiro mês, esse prazo caiu para 40 minutos. Conforme o secretário do Agrodesenvolvimento, Diego Bonaldo, apesar da agilidade, o sistema ainda tem pontos a serem aprimorados. “Como todo novo processo, algumas situações foram surgindo e necessitam de correção. Este encontro serviu para que as empresas do ramo de contabilidade apontassem esses problemas e nós, da gestão, vamos buscar formas de fazer esses ajustes. O intuito é facilitar os processos”. 

A tendência, de acordo com o prefeito Beto Lunitti, é que esses apontamentos aconteçam e a administração municipal buscará corrigir. “Demoramos três anos para termos esse sistema, organizado em parceria com outros atores, como o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), e agora existe um processo para melhorarmos e deixá-lo em pleno funcionamento. Sabemos da urgência que vocês contadores tem e vamos dar todos os encaminhamentos para que os ajustes aconteçam de forma breve e cadenciada”, falou o prefeito. 

Da parte dos contabilistas, o empresário Alceu Dal Bosco reconheceu o esforço da Prefeitura e seus diversos setores para impor celeridade à tramitação. “A gente percebe que existe o desejo da gestão. O pessoal [servidores municipais e secretários envolvidos] está empenhado em resolver esses entraves. Já evoluímos bastante nesse processo de modernização”, comentou. A fala foi corroborada pela presidente do Sincoeste, Lisiane Simone Knaak. “Essa reunião é para apontar e pedir soluções, mas entendemos que já caminhamos bastante”.

Lisiane disse ainda que esses encontros devem acontecer com mais frequência, inclusive envolvendo a equipe técnica da Prefeitura. “O desejo é ter uma plataforma que atenda o empresário e contribua para o desenvolvimento econômico. É justamente para buscar o melhor para todos. O intuito é contribuir e se colocar à disposição. Queremos que Toledo seja uma referência nesta questão de abertura de empresas”, concluiu.