Curso básico ensina como utilizar o celular

Publicado: Ter, 07/11/2023 16:19 | Modificado: Qui, 09/11/2023 17:25
  • Mais de 100 pessoas devem passar pelo curso básico de Smartphone e pelas oficinas livres e de segurança digital
    Mais de 100 pessoas devem passar pelo curso básico de Smartphone e pelas oficinas livres e de segurança digital
  • Mais de 100 pessoas devem passar pelo curso básico de Smartphone e pelas oficinas livres e de segurança digital
    Mais de 100 pessoas devem passar pelo curso básico de Smartphone e pelas oficinas livres e de segurança digital
  • Mais de 100 pessoas devem passar pelo curso básico de Smartphone e pelas oficinas livres e de segurança digital
    Mais de 100 pessoas devem passar pelo curso básico de Smartphone e pelas oficinas livres e de segurança digital
  • Mais de 100 pessoas devem passar pelo curso básico de Smartphone e pelas oficinas livres e de segurança digital
    Mais de 100 pessoas devem passar pelo curso básico de Smartphone e pelas oficinas livres e de segurança digital

 

O avanço, cada vez mais rápido, das tecnologias motivou a Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar) a organizar um curso básico de Smartphone para que pessoas com idade igual ou superior a 60 anos aprendessem a manusear seus celulares. A primeira turma em Toledo teve início na manhã desta terça-feira (07) e segue até a próxima quinta-feira (09) no auditório do Sindicato Rural de Toledo. 

 

O curso acontece graças a parceria da Secretaria de Estado da Mulher, Igualdade Racial e Pessoa Idosa (SEMIPI) e a Secretaria Municipal de Políticas para Infância, Juventude, Mulher, Família e Desenvolvimento Humano (SMDH). Mais de dez mil idosos já receberam essa qualificação no estado. No período da tarde acontecem workshops (mini-cursos) para mulheres em Bom Princípio nesta terça e quarta-feira. Para elas, o tema é livre e podem tirar outras dúvidas sobre o celular e aplicativos. Na tarde de quinta-feira (09) a equipe da Celepar estará no CRAS V, no Santa Clara IV, onde abordará também sobre questões de segurança digital em relação ao uso do celular. Mais de 100 pessoas já se inscreveram para participar gratuitamente dos cursos. 

 

“A parceria com a SEMIPI é muito importante para ofertar não apenas um aprendizado de como usar um dispositivo eletrônico, mas também conectar pessoas, facilitar a comunicação, acessar notícias, entretenimento e educação e até utilizar do dispositivo em situações de emergências, rastreamento por GPS. Enfim, tirar da tecnologia o que de melhor ela tem a nos oferecer e incluir a capacidade de pessoas idosas nesse processo”, destacou a secretária da SMDH, Rosiany Favareto.

 

O conteúdo curso básico de Smartphone para idosos envolve desde configurações simples como aumentar uma fonte; tempo de duração da tela de bloqueio; como regular a luminosidade; até o uso de aplicativos, whatsapp, facebook, aplicativos governamentais; também como entrar e sair de grupos e fazer outras conexões. Ele é ministrado pelo professor Sérgio Oliveira, da Celepar. 

 

O assessor da Coordenação da Política para Pessoa Idosa da SEMIPI, Eduardo Araújo, explica que essa ação constitui numa política pública de inclusão digital. “Entendemos que a pessoa idosa continua sendo protagonista da vida dela. A população idosa é muitas vezes vítima de golpes, então conhecer os meios digitais é importante para prevenção. As tecnologias estão cada vez mais presentes nas ações do dia a dia. Então ensinar a ler um QR Code auxilia até mesmo num restaurante ou lanchonete onde está cada vez mais comum o acesso por meio de cardápios digitais. Dominar esse conhecimento reforça seu protagonismo”, reforça o assessor.