Evento intersetorial discute a prevenção e o enfrentamento ao trabalho infantil

Publicado: Qua, 29/11/2023 17:52
  • Evento intersetorial discute a prevenção e o enfrentamento ao trabalho infantil
    Evento intersetorial discute a prevenção e o enfrentamento ao trabalho infantil
  • Evento intersetorial discute a prevenção e o enfrentamento ao trabalho infantil
    Evento intersetorial discute a prevenção e o enfrentamento ao trabalho infantil
  • Evento intersetorial discute a prevenção e o enfrentamento ao trabalho infantil
    Evento intersetorial discute a prevenção e o enfrentamento ao trabalho infantil
  • Evento intersetorial discute a prevenção e o enfrentamento ao trabalho infantil
    Evento intersetorial discute a prevenção e o enfrentamento ao trabalho infantil
  • Evento intersetorial discute a prevenção e o enfrentamento ao trabalho infantil
    Evento intersetorial discute a prevenção e o enfrentamento ao trabalho infantil
  • Evento intersetorial discute a prevenção e o enfrentamento ao trabalho infantil
    Evento intersetorial discute a prevenção e o enfrentamento ao trabalho infantil

 

O Anfiteatro Moacir Galante, no Colégio Estadual Castelo Branco (Premen), foi o local escolhido para a realização, nesta quarta-feira (29), da capacitação “Da sensibilização à Ação para o combate ao trabalho infantil”. O intuito com o evento era debater o trabalho infantil com foco no desenvolvimento de conhecimentos para que os participantes possam desempenhar seu papel na prevenção, identificação de situações suspeitas e constatações, notificação e enfrentamento ao trabalho infantil. 

Conforme o vice-prefeito de Toledo, Ademar Dorfschmidt, além da compreensão e as formas de ocorrência, do conhecimento sobre os serviços e as políticas públicas existentes no território e no município, é preciso aprimorar a intersetorialidade. “Ao passo que é preciso erradicar o trabalho infantil, faz-se necessário criar alternativas para que essas crianças tenham o atendimento integral, por meio da promoção de políticas públicas”.

Ademar acrescentou que o município tem atuado fortemente na ampliação da oferta do ensino integral, no aumento de oferta de vagas em cursos e atendimentos por meio das políticas públicas desenvolvidas pelas Secretarias de Cultura, Desenvolvimento Humano e de Esportes e Lazer, entre outras ações. “É preciso que vocês conheçam e encaminhem nossos jovens para estas atividades, evitando desvios, em especial aos que vivem em situação de maior vulnerabilidade social”, comentou.

A fala do vice-prefeito foi corroborada pelo diretor de Políticas para Infância e Juventude, Wellington Cássio Barbosa da Silveira. Conforme Wellington, que também é vice-presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), o trabalho infantil faz uma tríplice exclusão do indíviduo. “A criança e o adolescente, por conta do trabalho precoce, fica limitada em relação à educação, ao esporte, ao lazer, à cultura, entre outras atividades próprias da idade”.

Wellington acrescentou que isso causa prejuízos enquanto pessoa adulta. “Acaba perdendo oportunidades melhores de emprego, decorrente da falta de profissionalização, já que teve que, enquanto criança e adolescente, já trabalhar e, consequentemente, lá na velhice, já algumas outras perdas de falta de dignidade em decorrência das perdas anteriores enquanto criança e adolescente”, destacou.

Por fim, a secretária de Assistência Social, Solange dos Santos Fidelis, parabenizou a Secretaria de Políticas para Infância, Juventude, Mulher, Família e Desenvolvimento Humano (SMDH) e a Comissão Intersetorial de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil, por trazer essa discussão à tona. “O mundo é o que é por conta do processo de transformação do ser humano. Precisamos trabalhar para a promoção de políticas transformadoras. Apesar dos desafios, atuamos no campo da proteção e prevenção, objetivando o rompimento de situações de violência e, nesse caso, da exploração do trabalho infantil”, explicou. 

Após a cerimônia de abertura, aconteceram palestras sobre o tema e apresentações culturais. O evento foi organizado pela Secretaria de Políticas para Infância, Juventude, Mulher, Família e Desenvolvimento Humano (SMDH), em conjunto com a Comissão Intersetorial de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil, com o apoio do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA).