ACE’s e guardas municipais entram em imóvel denunciado por vizinhos

Publicado: Qui, 22/02/2024 16:47 | Modificado: Sex, 23/02/2024 17:17
  • ACE’s e guardas municipais entram em imóvel denunciado por vizinhos
    ACE’s e guardas municipais entram em imóvel denunciado por vizinhos
  • ACE’s e guardas municipais entram em imóvel denunciado por vizinhos
    ACE’s e guardas municipais entram em imóvel denunciado por vizinhos
  • ACE’s e guardas municipais entram em imóvel denunciado por vizinhos
    ACE’s e guardas municipais entram em imóvel denunciado por vizinhos
  • ACE’s e guardas municipais entram em imóvel denunciado por vizinhos
    ACE’s e guardas municipais entram em imóvel denunciado por vizinhos

 

Os agentes de combate às endemias (ACE’s), com o apoio da Guarda Municipal realizaram, nesta quinta-feira (22), a vistoria de um imóvel a partir da denúncia de vizinhos. Não havia a presença de moradores no local, obrigando os servidores municipais a entrarem na residência sem autorização prévia, possível a partir da publicação do Decreto Nº 1073/2024 realizada na sexta-feira (16). No local foram encontrados três focos de infestação e foi o 12º terreno nesta situação averiguado pela Secretaria de Saúde. A ação foi acompanhada pela secretária de Saúde, Gabriela Kucharski.

Conforme a coordenadora do Setor de Controle às Endemias, Lilian Konig, são mais de 100 denúncias com situações semelhantes. “As pessoas pensam que os focos estão nos terrenos baldios, mas essa não é uma realidade, porque nossos agentes conseguem entrar e observar se tem algo errado. Os maiores problemas estão onde o pessoal não consegue entrar para vistoriar”. Lilian ressaltou que a entrada sem autorização nos imóveis só acontece após serem esgotadas as tentativas com os proprietários ou locatários.

Sobre a residência onde ocorreu a operação pela manhã, a denúncia partiu dos vizinhos. “Encontramos muito mato, criadouros e o proprietário será notificado. O que nos foi informado é de que a casa pertence a uma pessoa que não reside em Toledo e quem se abrigava no local não tinha permissão para utilizar o imóvel”, explicou Lilian, acrescentando que a necessidade de limpeza do terreno será reportada à Secretaria do Meio Ambiente (SMA) para providências previstas na legislação.

Neste momento Toledo já ultrapassa a marca dos 720 casos de dengue, número que deve aumentar até a divulgação do boletim epidemiológico nesta sexta-feira (23). O aumento exponencial de casos tem lotado as unidades de urgência e emergência do município e fez com a Secretaria de Saúde optasse por uma unidade sentinela. A Secretaria de Recursos Humanos (SRH) publicou o edital do Processo Seletivo Simplificado (PSS) para contratação de profissionais de saúde e já organiza a Unidade Básica de Saúde da Vila Paulista, que passou por reformas, para ser a nova referência para pacientes sintomáticos de dengue.