Casos de dengue em Toledo passam de 1.000 no atual ano epidemiológico

Publicado: Sex, 01/03/2024 16:58 | Modificado: Sex, 08/03/2024 08:19
  • Número de testes positivos é de 1.009, mas pode crescer significativamente, pois há 831 exames sendo analisados; até o momento, município registrou 2.976 notificações
    Número de testes positivos é de 1.009, mas pode crescer significativamente, pois há 831 exames sendo analisados; até o momento, município registrou 2.976 notificações
  • Número de testes positivos é de 1.009, mas pode crescer significativamente, pois há 831 exames sendo analisados; até o momento, município registrou 2.976 notificações
    Número de testes positivos é de 1.009, mas pode crescer significativamente, pois há 831 exames sendo analisados; até o momento, município registrou 2.976 notificações
  • Número de testes positivos é de 1.009, mas pode crescer significativamente, pois há 831 exames sendo analisados; até o momento, município registrou 2.976 notificações
    Número de testes positivos é de 1.009, mas pode crescer significativamente, pois há 831 exames sendo analisados; até o momento, município registrou 2.976 notificações

 

A Secretaria de Saúde de Toledo (SMS) divulgou, na tarde desta sexta-feira (1), o boletim epidemiológico da dengue. Até às 10h, o município registrou 1.009 casos da doença, 24,41% a mais que na semana passada (811, em 23 de fevereiro) – número que pode crescer significativamente, pois há 831 pessoas com sintomas da doença aguardando resultado do exame.

Somando os casos confirmados, em análise e os 1.136 que já foram descartados, 2.976 pessoas com sintomas da doença (manchas avermelhadas na pele, dor abdominal, febre, dor no corpo, cansaço, entre outros) procuraram os serviços públicos e privados de saúde desde 1º de agosto de 2023, início do atual ano epidemiológico – em 2021/2022, este patamar de confirmações só foi atingido na primeira quinzena de maio; em 2022/2023, no fim de junho. Três em cada cinco casos estão concentrados em cinco bairros: Europa/América (381), Fachini (84), Coopagro (58), Santa Clara IV (52) e Porto Alegre (43).

Dessa forma, a SMS, por meio do setor de Controle e Combate às Endemias, reforça o pedido para a população redobrar as ações de combate e prevenção ao mosquito nos imóveis onde mora e trabalha, impedindo que este se reproduza em locais onde a água pode acumular, tais como vasos, pneus, garrafas, calhas, plantas, entre outros lugares.  Também recomenda às pessoas que apresentarem sintomas de dengue a procurarem imediatamente atendimento médico, evitando os quadros mais graves da doença. 

 

Outro ponto fundamental para frear a disseminação da dengue em nosso município, é fundamental a realização das vistorias pelos agentes de combate a endemias (ACEs) nos imóveis. Dessa forma, quando baterem em sua casa, facilite o trabalho deles e siga todas as orientações que forem dadas.

Unioeste – Inspirado no “Dia D de Combate à Dengue” anunciado para este sábado (2) pelo Ministério da Saúde, o câmpus Toledo da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) promoveu um mutirão que reuniu toda a comunidade acadêmica. Durante todo o dia, acadêmicos, professores e colaboradores fizeram uma vistoria pelas dependências da instituição, ocasião em que puderam identificar e eliminar vários focos do Aedes aegypti, ocasião em que os ACEs deram orientações sobre como evitar a reprodução do mosquito.

Ação semelhante também está ocorrendo em instalações vinculadas a todas as secretarias municipais. Além disso, no fim de semana, haverá palestra para idosos na localidade de Ouro Preto e mobilização no Jardim Gisela em parceria com o Moto Clube Brothers do Asfalto Toledo.