Com 2.205 notificações, Toledo tem 1.025 casos confirmados de dengue

Publicado: Sex, 07/07/2023 08:17
  • Número pode crescer ainda mais, pois há 25 exames sendo analisados; doença já fez uma vítima fatal no atual ano epidemiológico, iniciado em agosto de 2022
    Número pode crescer ainda mais, pois há 25 exames sendo analisados; doença já fez uma vítima fatal no atual ano epidemiológico, iniciado em agosto de 2022

 

De acordo com boletim divulgado nesta sexta-feira (7) pela Secretaria de Saúde de Toledo (SMS), o município registrou, até às 14h30 do dia anterior, 1.025 casos (1.016 autóctones e 9 importados) de dengue no atual ano epidemiológico, iniciado em agosto de 2022. Na última semana, foram nove novas confirmações, 68,97% a menos que na semana anterior (29).

Há ainda 25 exames aguardando resultado. Somando os casos confirmados, em análise e os 1.155 que já foram descartados, 2.205 pessoas com sintomas da doença (manchas avermelhadas na pele, dor abdominal, febre, dor no corpo, cansaço, entre outros) procuraram os serviços de saúde desde agosto do ano passado. Uma delas veio a óbito no fim de abril.

Mais da metade dos casos (559) estão concentrados em sete comunidades: Santa Clara (203), Europa (89), Industrial (67), Panorama  e Centro (56, cada), São Luiz do Oeste e Fachini. O município também registrou um caso autóctone e dois importados de febre chikungunya, doença também transmitida pelo Aedes aegypti

Dessa forma, a SMS, por meio do setor de Controle e Combate às Endemias, reforça o pedido para a população redobrar as ações de combate e prevenção ao mosquito nos imóveis onde mora e trabalha, impedindo que este se reproduza em locais onde a água pode acumular, tais como vasos, pneus, garrafas, calhas, plantas, entre outros lugares. 

Também recomenda às pessoas que apresentarem sintomas de dengue a procurarem imediatamente atendimento médico, evitando os quadros mais graves da doença. Outro ponto fundamental para frear a disseminação da dengue em nosso município, é fundamental a realização das vistorias pelos agentes de combate a endemias (ACEs) nos imóveis – por isso, quando baterem em sua casa, facilite o trabalho deles e siga todas as orientações que forem dadas.