Toledo Contra a Dengue: Ecoponto no Jardim América I e II recolhe 24 toneladas

Publicado: Seg, 29/01/2024 15:05 | Modificado: Ter, 30/01/2024 16:38
  • Ação itinerante realizada entre quinta e sexta-feira (25 e 26) da semana passada teve o objetivo de eliminar objetos que podem servir de criadouros para o Aedes aegypti
    Ação itinerante realizada entre quinta e sexta-feira (25 e 26) da semana passada teve o objetivo de eliminar objetos que podem servir de criadouros para o Aedes aegypti
  • Ação itinerante realizada entre quinta e sexta-feira (25 e 26) da semana passada teve o objetivo de eliminar objetos que podem servir de criadouros para o Aedes aegypti
    Ação itinerante realizada entre quinta e sexta-feira (25 e 26) da semana passada teve o objetivo de eliminar objetos que podem servir de criadouros para o Aedes aegypti
  • Ação itinerante realizada entre quinta e sexta-feira (25 e 26) da semana passada teve o objetivo de eliminar objetos que podem servir de criadouros para o Aedes aegypti
    Ação itinerante realizada entre quinta e sexta-feira (25 e 26) da semana passada teve o objetivo de eliminar objetos que podem servir de criadouros para o Aedes aegypti
  • Ação itinerante realizada entre quinta e sexta-feira (25 e 26) da semana passada teve o objetivo de eliminar objetos que podem servir de criadouros para o Aedes aegypti
    Ação itinerante realizada entre quinta e sexta-feira (25 e 26) da semana passada teve o objetivo de eliminar objetos que podem servir de criadouros para o Aedes aegypti

 

As secretarias da Saúde, por meio do Setor de Controle e Combate às Endemias (Secretaria de Saúde), do Meio Ambiente e da Infraestrutura Rural e Urbana e de Serviços Públicos promoveram entre quinta e sexta-feira (25 e 26) da semana passada o primeiro Ecoponto Itinerante de 2024. Durante a ação, realizada no Jardim América I e II, foram recolhidas 24 toneladas de objetos (pneus, potes, vasos, garrafas, entre outros) que podem servir de criadouro para o Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, zika vírus e febre chikungunya.

Em dois dias de trabalho, as equipes formadas por agentes de combate a endemias (ACEs) percorreram 78 quarteirões, onde existem 2.054 imóveis. Onde estes profissionais foram recebidos, houve vistoria do quintal e, onde havia objetos com foco ou com potencial para isso, foi recomendado que estes materiais fossem deixados na calçada em frente de suas  casas ou empresas.

Os bairros foram escolhidos para receber o Ecoponto Itinerante em razão de que, juntos, concentram 37,44% dos casos de dengue no município no atual ano epidemiológico, iniciado em agosto do ano passado. O Jardim América II ocupa o primeiro lugar do ranking, com 63 casos; o América I, está em quarto, com 10 – o “Top Five” é completado por Europa I (16), Europa II (14), Coopagro e Fachini I (8, cada).

O Fachini, aliás, receberá, nesta quinta, sexta e sábado (1º a 3/2) a próxima edição do Ecoponto Itinerante. Estas mobilizações integram o “Toledo Contra a Dengue”, conjunto de ações do governo municipal de combate à doença, que já atinge índices alarmantes.

Até a manhã da última sexta-feira (23), 195 moradores do município já testaram positivo para a doença e nenhum destes casos é importado – crescimento de 52,34% em relação à semana anterior (128 casos). Há ainda 208 pessoas aguardando resultado do exame, o que, somado aos 554 pacientes em que este deu negativo, chega-se a um total de 957 notificações.