Em 45 dias de funcionamento, comunidade toledana aprova EstaR Digital Gratuito

Publicado: Sex, 20/10/2023 16:36 | Modificado: Seg, 23/10/2023 16:48
  • Novidade implantada a partir de 4 de setembro permite maior rotatividade das vagas de estacionamento, o que fez aumentar fluxo de clientes em estabelecimentos do Centro
    Novidade implantada a partir de 4 de setembro permite maior rotatividade das vagas de estacionamento, o que fez aumentar fluxo de clientes em estabelecimentos do Centro

 

Após um período de dois meses para testes e adaptação dos motoristas, o Estacionamento Regulamentado (EstaR) Gratuito foi efetivamente implantado em 4 de setembro e, 45 dias depois, os resultados já começam a ser percebidos pela comunidade. Com o novo sistema, que foi amplamente discutido com a Associação Comercial e Empresarial de Toledo (Acit) antes de ser aprovado pela Câmara de Vereadores, ficou muito mais fácil encontrar uma vaga disponível na área central da cidade, o que trouxe benefícios para os estabelecimentos do entorno. 

Entre eles, está o da empresária Francielle Rezzadori, proprietária de uma loja que comercializa produtos de beleza. “No início fiquei assustada com a possibilidade de um carro pode ficar de graça por duas horas na mesma vaga. Mas fomos conhecendo melhor a proposta e, entendendo que a Guarda Municipal não tem efetivo para percorrer toda a área do EstaR, passamos a aceitá-la e os frutos desta mudança já começam a ser colhidos. Em setembro houve um aumento de 18% no volume de vendas e também percebi que mais clientes têm entrado e sido atendidos, e eles falam de como está mais fácil estacionar perto do estabelecimento. De todos os modelos de rotatividade já utilizados até hoje, este, de longe, é o melhor”, avalia.

O secretário de Segurança e Mobilidade Urbana, Christian Guilherme Goldoni, observa que o sistema, como um todo, melhorou significativamente a partir da mudança implementada. “Entre 4 de setembro e 4 de outubro, fiscalizamos uma média diária de 17.966 veículos, um total de 431.196 carros em 24 dias úteis. Deste total, somente 3.503, 0,81% do total, foram flagrados em situação irregular, sendo que em 2.057 dos casos o aviso foi convertido em multas. Para efeito de comparação, no dia 1º de setembro, dia útil anterior à mudança, 1.400 carros foram notificados, o que faz cair por terra a tese de que este novo sistema é uma ‘indústria da multa’. Se for somar tudo o que foi arrecadado nestes 30 primeiros dias, chegaremos a um montante muito menor do que custou ao município manter a estrutura do EstaR Gratuito”, compara. “Aliás, estamos falando de um investimento, pois cada real aplicado se paga tanto em relação à educação no trânsito a partir da rotatividade do estacionamento no Centro quanto pelo benefício econômico que esta medida traz, pois agora os clientes não vão deixar de comprar nas lojas porque não encontram vaga”, pontua.

 

Como funciona o EstaR Gratuito?

O EstaR Gratuito permite ao usuário utilizar a mesma vaga por até duas horas, sem nenhum custo. Realizado por meio de veículo especial, devidamente caracterizado, que possui câmaras de amplo alcance que realiza a leitura das placas dos carros estacionados, esse monitoramento ocorre de segunda a sexta, das 9h às 18h, e aos sábados, das 9h às 12h. “A contagem será ativada no momento em que o veículo do monitoramento passar pelo carro estacionado pela primeira vez e o munícipe terá, a partir deste momento, duas horas para usufruir desta vaga sem custo”, explica o diretor do Departamento de Trânsito (Deptrans), da Secretaria de Segurança e Mobilidade Urbana, Roni Padilha. 

Caso o veículo permaneça na mesma vaga por mais de 120 minutos, os proprietários receberão, exclusivamente via aplicativo ["ESTAR DIGITAL TOLEDO" na App Store (iOS) ou "ESTAR GRATUITO TOLEDO" na Play Store (Android)], uma notificação de irregularidade, que poderá ser regularizada no prazo máximo de até dez dias corridos, mediante o pagamento de uma taxa com o valor de R$ 50,00. “Só será emitida multa, com fundamento no inciso XVII do artigo 181 da Lei nº 9.503/1997 [Código de Trânsito Brasileiro], caso o condutor não proceda ao pagamento”, acrescenta o engenheiro de tráfego do Deptrans, Fabiano Faria.

Cadastrando o veículo no aplicativo, este avisa, alguns minutos antes, o término do prazo de duas horas. Caso precise permanecer no Centro depois disso, o condutor precisa remover o seu veículo e estacioná-lo numa vaga em outro setor – há quatro operando no Centro: amarelo, verde, vermelho e azul, sendo que a cor do atual pode ser vista nas placas do EstaR.

A partir da mudança, o tempo de 120 minutos é reiniciado. Vale lembrar que o EstaR está presente no perímetro formado pelas ruas Piratini, Santos Dumont, Souza Naves, Barão do Rio Branco, 20 de Setembro, Rui Barbosa, Nossa Senhora do Rocio e São João (sendo que esta não foi incluída na área de abrangência do estacionamento rotativo).