Nova licitação vai modernizar o transporte coletivo urbano

Publicado: Seg, 03/07/2023 16:38 | Modificado: Ter, 04/07/2023 17:37
  • Nova licitação vai modernizar o transporte coletivo urbano
    Nova licitação vai modernizar o transporte coletivo urbano
  • Nova licitação vai modernizar o transporte coletivo urbano
    Nova licitação vai modernizar o transporte coletivo urbano

 

Durante a reunião ordinária com os vereadores e vereadoras, nesta segunda-feira (03), a Secretaria de Segurança e Mobilidade Urbana (SSMU) realizou uma apresentação sobre o que está sendo planejado para a nova licitação do transporte coletivo. A ação teve por objetivo demonstrar aos representantes da Câmara Municipal o andamento do processo e os detalhes do edital para modernizar a prestação do serviço. A mesma explanação será feita para a comunidade em audiência pública, com data ainda a ser confirmada. 

O estudo técnico levou em consideração o marco regulatório para o transporte público e quais projetos seriam mais necessários, a partir da pesquisa com os usuários. “O nosso termo de referência está em consonância com o que prevê a legislação nacional e também com a população que utiliza os serviços. As pessoas puderam dar sugestões sobre o que gostariam e julgam necessário para o transporte público”, explicou o diretor administrativo da SSMU, GM Leandro Kehl. 

A pesquisa foi realizada pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) e trouxe dados importantes sobre, por exemplo, quais faixas etárias mais utilizam o transporte público. “A maioria dos usuários estão abaixo dos 20 anos, pois a partir desta idade a pessoa já consegue se habilitar para conduzir um veículo e daí o ônibus já não é tão atrativo”, comentou Leandro. Outro dado relevante exposto pela consulta foi a de que 43,66% utilizam a circular para se dirigir ao trabalho e que a maioria das pessoas - 39,31% - caminham de 3 a 5 minutos para chegar ao local de embarque e desembarque. 

Em relação a sugestões, as principais contribuições dos usuários foram a melhoria das rotas (22,79%), implantação de mais acentos nos ônibus (17,89%), climatização (11,21%), instalação de câmeras de segurança no interior dos veículos (7,92%) e melhorar a manutenção dos ônibus (2,24%).

Pensar nas próximas décadas - Diante da pesquisa e a vigência do novo contrato - que pode chegar a 20 anos - a Prefeitura de Toledo pretende alinhar uma política pública de transporte coletivo que atenda de forma bastante eficiente os usuários. A população projetada para Toledo em 2042 é de mais de 230 mil pessoas. “Queremos trazer um novo conceito, que envolva tecnologia, transparência, viabilidade econômica e financeira e também a fiscalização, sem aumento da tarifa. A proposta é fruto de um ano de estudos realizados pelos servidores municipais da SSMU. Poderíamos ter contratado uma consultoria mas optamos em confiar no trabalho da nossa equipe”, disse o prefeito Beto. “É preciso pensar em longo prazo. Há 20 anos, o que hoje temos como ultrapassado era o mais moderno, por isso a necessidade de nos atermos a uma proposta moderna”, reforçou. 

O novo edital prevê sistema AVL (Automatic Vehicle Location), ou seja, localização automática de veículos, o que permitirá o conhecimento da posição do ônibus. “Com isso, a partir de um aplicativo, o cidadão poderá ver se o ônibus da sua rota está próximo, permitindo que ele use seu tempo de forma mais eficiente”, expôs Leandro. Em relação à integridade dos cidadãos, os ônibus contarão com botão de emergência permitindo o acionamento imediato de forças de segurança em qualquer situação que envolva riscos para os usuários”. 

A partir da próxima licitação, os ônibus deverão contar com sistema wi-fi com acesso para quem estiver embarcado, televisores com informações, veículos com idade média de cinco anos e vida útil máxima de 10 anos, centro de controle operacional, acessibilidade e inclusão, sistema de climatização, telemetria veicular permitindo o monitoramento individual de cada veículo da frota gerando dados sobre o seu desempenho e a maneira com que o motorista está conduzindo o automóvel, além de câmeras com acompanhamento em tempo real.

O vice-prefeito Ademar Dorfschmidt lembrou que é preciso pensar no que é melhor para o município. “Essa explicação é importante para que os nossos vereadores e vereadores sejam sabedores do que está sendo pensado para o transporte coletivo urbano. Muitos são representantes dos bairros e convivem com algumas dificuldades que precisam ser sanadas com a nova licitação”. 

Os representantes do Legislativo Municipal, ao final do encontro, puderam tirar dúvidas. O vereador e líder do governo na Câmara, Leoclides Bisognin, destacou a transparência das ações e que o novo processo deverá melhorar o transporte coletivo. “Com isso teremos também uma melhor mobilidade urbana, pois se as pessoas tiverem um transporte público eficiente poderão deixar seus veículos em casa”, comentou.

Fiscalização - Para manter todo esse processo funcionando foram estabelecidos critérios para avaliação. A regularidade no cumprimento de viagem, horário, previsibilidade e itinerário; índice de acidentes e infrações de trânsito; números de registro de reclamações e pesquisa de qualidade; idade da frota e vistorias periódicas; e o acesso on-line a planilhas de custos, indicadores de desempenho e verificador independentes somarão positiva e negativamente para as avaliações.