Tecnologia no trânsito: Toledo instala semáforos inteligentes em 5 cruzamentos

Publicado: Ter, 21/05/2024 12:16 | Modificado: Qua, 22/05/2024 15:11
  • Dezenas de cidades do Brasil já contam com os dispositivos,que, depois de serem colocados em funcionamento, passarão por testes com duração de 30 dias
    Dezenas de cidades do Brasil já contam com os dispositivos,que, depois de serem colocados em funcionamento, passarão por testes com duração de 30 dias
  • Dezenas de cidades do Brasil já contam com os dispositivos,que, depois de serem colocados em funcionamento, passarão por testes com duração de 30 dias
    Dezenas de cidades do Brasil já contam com os dispositivos,que, depois de serem colocados em funcionamento, passarão por testes com duração de 30 dias
  • Dezenas de cidades do Brasil já contam com os dispositivos,que, depois de serem colocados em funcionamento, passarão por testes com duração de 30 dias
    Dezenas de cidades do Brasil já contam com os dispositivos,que, depois de serem colocados em funcionamento, passarão por testes com duração de 30 dias

 

O Município de Toledo, por meio do Departamento de Trânsito e Rodoviário (Deptrans), da Secretaria de Segurança e Mobilidade Urbana (SSMU), está realizando a instalação de semáforos inteligentes em cinco cruzamentos de várias regiões da cidade. Desenvolvidos pela empresa curitibana Dataprom, os dispositivos têm o objetivo de determinar, a partir do volume de tráfego, o tempo de sinal verde de cada via.

Denominados “Headway”, os semáforos inteligentes estão ou ainda serão instalados nestes cruzamentos: Rua Barão do Rio Branco com a Rua Borges de Medeiros (Jardim Gisela), Rua dos Pioneiros com a Rua 1º de Maio (Vila Pioneiro), Avenida Maripá com a Rua Guaíra (Jardim La Salle/Jardim Pancera), Avenida Senador Attilio Fontana com a Rua Carlos Sbaraini (Panorama) e Rua 13 de Abril com a Rua Carlos Barbosa (Vila Industrial). Após a conclusão do processo de instalação, a Deptrans avaliará a eficácia dos semáforos inteligentes fará testes com duração de 30 dias

A tecnologia já está presente em grandes e médios centros urbanos brasileiros, como Rio de Janeiro, Curitiba, Joinville, Porto Velho, Ponta Grossa, Balneário Camboriú e Fazenda Rio Grande. “Em cada semáforo há uma câmera fazendo a contagem de veículos e, a partir desta análise, o sistema vai determinar a quantidade de sinal aberto para cada via do cruzamento. Aquela em que houver mais movimento terá um tempo maior de verde, ao passo que as demais terão maior tempo de vermelho. Nosso intuito é proporcionar maior fluidez e ganho de tempo aos condutores”, comenta o engenheiro de tráfego do Deptrans, Fabiano Faria.