Toledo debate sobre tecnologia de reconhecimento facial em escolas

Publicado: Seg, 22/05/2023 17:11 | Modificado: Qui, 25/05/2023 16:57
  • Representantes da SSMU e Funtec participaram, na manhã de hoje (22), de encontro com executivos de empresa que oferece ferramenta que amplia segurança
    Representantes da SSMU e Funtec participaram, na manhã de hoje (22), de encontro com executivos de empresa que oferece ferramenta que amplia segurança
  • Representantes da SSMU e Funtec participaram, na manhã de hoje (22), de encontro com executivos de empresa que oferece ferramenta que amplia segurança
    Representantes da SSMU e Funtec participaram, na manhã de hoje (22), de encontro com executivos de empresa que oferece ferramenta que amplia segurança

 

A sede da Guarda Municipal de Toledo recebeu, na manhã desta segunda-feira (22), reunião com representantes da Secretaria de Segurança e Mobilidade Urbana (SSMU) e da Fundação para o Desenvolvimento Sustentável, Científico e Tecnológico de Toledo (Funtec) com executivos da Esteio Tecnologia em Trânsito (ETT). Em debate, a implantação do reconhecimento facial nas portarias de escolas e centros municipais de educação infantil (Cmeis), uma ferramenta oferecida pela empresa, com sede em Curitiba, que ampliaria as políticas de proteção a estudantes e colaboradores destes estabelecimentos.

Durante a apresentação feita pelo analista em tecnologia da informação (TI) da ETT, Paulo Chandelier Neto, foram explanados detalhes a respeito deste reconhecimento, para o qual serão empregadas câmeras de alta alcance e precisão. Este recurso, denominado “Muralha Digital” e com o uso de recursos da EPN Tecnologia, tem como ponto de partida um cadastro no qual escolas e Cmeis fariam uma lista de pessoas autorizadas a ingressar nestes estabelecimentos. 

Paulo explicou cada um dos três fluxos estabelecidos (permissão, atenção e alerta) por esta tecnologia, sendo que no último a Guarda Municipal poderia ser acionada. Também seria possível integrar dados da Secretaria de Estado da Segurança Pública e as câmeras da central de videomonitoramento que está sendo gradativamente implantada em Toledo.

A ETT presta serviços a várias prefeituras brasileiras, como a de Itanhaém/SP e a de Pinhais/PR, sendo que para este município todos os recursos do catálogo da empresa foram disponibilizados. Estão neste “pacote” o módulo de análise comportamental, no qual situações suspeitas, como quedas prolongadas e permanência excessiva, já disparariam alertas para as direções das instituições de ensino. “São ferramentas cujas combinações oferecem possibilidades infinitas. Esta tecnologia está sendo pensada neste momento para a segurança no ambiente escolar, mas pode ser perfeitamente aplicada em outros cenários, como nos espaços de saúde”, comenta Paulo.

O diretor-executivo da Funtec, Renato Tratch, fez alguns questionamentos sobre processamento e proteção de dados, bem como a respeito de imprevistos que podem ocorrer durante o funcionamento. “Neste cenário de reconhecimento facial, como estaremos lidando constantemente com dados sensíveis das pessoas envolvidas, precisamos ter muito cuidado na gestão destas informações. Da mesma maneira, temos que nos adaptar a algumas circunstâncias como quedas de energia e baixa conectividade à internet, um problema que é ainda muito frequente nas comunidades do interior, mas também em algumas áreas urbanas do município”, observa.

A partir desta primeira conversa, técnicos da SSMU elaborarão um projeto que contemple o máximo de tecnologia com o menor investimento possível por parte do governo municipal. Com este entendimento consolidado, será possível dar seguimento ao processo licitatório para aquisição ou aluguel de produtos e serviços necessários para a implementação e manutenção da tecnologia oferecida pela ETT e outras empresas que queiram participar do certame.

O secretário de Segurança e Mobilidade Urbana e comandante da Guarda Municipal, Christian Guilherme Goldoni, pontua que esta tecnologia está num rol extenso de ações que a corporação tem realizado em prol da segurança nas escolas e Cmeis de Toledo. “Até o momento, já instalamos o ‘botão do pânico’ e pedimos para estes estabelecimentos desenvolverem um plano de segurança, bem como para implantarem portões eletrônicos ou melhorarem a forma como o usam no dia a dia. A atual gestão criou a Patrulha Escolar Municipal e estabelecemos um POP, procedimento operacional padrão, para situações de risco”, detalha. “Outra frente de trabalho diz respeito à nossa Central de Videomonitoramento para a qual o prefeito Beto Lunitti pediu para designar uma parte das câmeras para os arredores das instituições de ensino e esta tecnologia de reconhecimento facial sobre a qual conversamos hoje viria para complementar este trabalho. Além disso, ele e o vice Ademar trabalham desde o início do mandato para a qualificação da Guarda Municipal para poder trabalhar armada com 100 pistolas recentemente adquiridas”, acrescenta.