Audiência demonstra saúde pública mais acessível e resolutiva

Publicado: Qua, 27/09/2023 18:02 | Modificado: Sex, 29/09/2023 16:43
  • Audiência demonstra saúde pública mais acessível e resolutiva
    Audiência demonstra saúde pública mais acessível e resolutiva
  • Audiência demonstra saúde pública mais acessível e resolutiva
    Audiência demonstra saúde pública mais acessível e resolutiva
  • Audiência demonstra saúde pública mais acessível e resolutiva
    Audiência demonstra saúde pública mais acessível e resolutiva
  • Audiência demonstra saúde pública mais acessível e resolutiva
    Audiência demonstra saúde pública mais acessível e resolutiva
  • Audiência demonstra saúde pública mais acessível e resolutiva
    Audiência demonstra saúde pública mais acessível e resolutiva

 

Cumprindo o que determina a Lei Complementar Nº 141/2012 foi apresentado o relatório quadrimestral das ações e serviços públicos de saúde à Comissão de Seguridade Social e Cidadania da Câmara de Vereadores. A ação foi realizada no Plenário Edílio Ferreira, nesta quarta-feira (27), e transmitida pelo Youtube. Entre os meses de maio e agosto, a Secretaria de Saúde aplicou R$ 135.501.194,89, perfazendo a destinação de R$ 900,51 por habitante, um aumento de em 20,34% em relação ao mesmo período em 2022. 

Em relação ao orçamento total do município, 30,23% foi o total de investimentos no setor no período. Este aumento permitiu maior acesso aos serviços públicos de saúde, bem como uma maior resolutividade. “Isso é possível graças ao entendimento da gestão do prefeito Beto Lunitti e do vice Ademar Dorfschmidt de que é preciso de recursos para ampliarmos a cobertura e atendimento nos diversos setores da saúde pública. Temos números excelentes em relação à odontologia, saúde mental, atenção primária e nos demais setores”, disse a secretária de Saúde, Gabriela Kucharski. 

Os avanços, em especial na Atenção Primária em Saúde (APS), conforme a secretária, foram sentidos a partir da implantação do protocolo de acolhimento nas unidades básicas de saúde. “Tivemos aumento substancial dos números e isso se dá, em parte, por causa dos acolhimentos que foram instituídos no município a partir de fevereiro”. A secretária afirmou que esse serviço possibilita um aproveitamento melhor das agendas dos médicos e demais profissionais. 

Gabriela ainda comenta que a Secretaria Saúde se preocupou também com a qualidade desses atendimentos. “Implantamos o Núcleo de Educação Permanente. Nesta semana, por exemplo, tivemos capacitação dos médicos da atenção primária porque a qualidade também é muito importante, além da quantidade. Estamos trabalhando nesses dois aspectos e a saúde está mais resolutiva”, frisou.

Assistência Farmacêutica - Além destes setores, o Departamento de Assistência Farmacêutica bateu recordes. Foram 199.306 atendimentos nas farmácias gerenciadas pela Secretaria de Saúde, com uma saída de medicamentos somando R$ 2.849.752,22. Em 31 de agosto, conforme o diretor responsável Taylon Pereira, o estoque do Centro de Abastecimento Farmacêutico possuía R$ 1.558.706,20 em remédios. “Não temos perda de medicamentos. O aceitável é de até 5% e no quadrimestre nosso índice foi de R$ 0,79”, comentou. 

Atenção Primária - Outro destaque ficou por conta  da Rede de Atenção Primária em Saúde (APS) que detém a maior fatia de recursos totalizando 48,97%, ou seja, R$ 55.140.719,39. “Este setor representa a porta de entrada da saúde pública”, destaca a diretora da Atenção Primária, Tatiane Veiga Rodrigues. Neste quadrimestre, o Departamento avançou de forma exponencial chegando a 70.784 consultas médicas, uma ampliação de 17,27% em relação aos meses de janeiro, fevereiro, março e abril. 

Além disso, as consultas de enfermagem totalizaram 26.337 (20,96%) e os procedimentos ambulatoriais foram de 284.521 (8,23%). As interações com os usuários - encaminhamento de guias, buscas ativas, orientações de paciente, entre outros serviços - chegaram a 201.065 atendimentos (15,57%). Esse aumento, segundo Gabriela, foi possível graças ao acolhimento dos pacientes, com direcionamentos definidos pelos profissionais de saúde das Unidades Básicas de Saúde e ampliação do quadro funcional. No acumulado de 2023 foram 131.145 consultas médicas, 547.404 procedimentos ambulatoriais e 89.891 visitas de agentes comunitários de saúde. 

Os maiores aumentos, porém, ficaram por conta dos atendimentos odontológicos. As consultas subiram 42,27% chegando a 15.254 e os procedimentos aumentaram em 69,41%, totalizando 86.119. 

Especialidades - O Departamento de Atenção Especializada apresentou um aumento no número de consultas e exames especializados. Por meio da Central de Especialidades, da rede conveniada - Consórcio Intermunicipal de Saúde Costa Oeste do Paraná (Ciscopar),  rede estadual e ambulatório da Universidade Federal do Paraná (UFPR) - e a rede contratada, foram realizadas, em 2023, 29.703 consultas e 43.599 serviços de Apoio Diagnóstico e Terapêutica (SADT) na Central. Já no Ciscopar foram 31.973 consultas e 139.803 SADT.

Saúde Mental - O setor, conforme Gabriela Kucharski, teve grandes avanços. “Melhoramos bastante em relação aos procedimentos coletivos. A saúde mental hoje é um ponto que tem demandado bastante da rede, é um esforço contínuo das equipes multiprofissionais e também em relação às consultas com a psiquiatria e nos setores especializados da saúde mental”. 

Conforme a diretora de Saúde Mental, Leila Machado, o aumento dos procedimentos coletivos tiveram um incremento de 48,51%, chegando a 649. “Na saúde mental esse atendimento é de suma importância para auxiliar nos tratamentos”, destacou. Outro ponto é a redução do número de suicídios, situação tida como a situação mais difícil dentro do sofrimento mental. Conforme a explanação, nos dois primeiros quadrimestres, foram contabilizadas seis ocorrências desta natureza. “Baseado na série histórica, é possível afirmar que reduzimos pela metade este índice”, comentou. 

Gestão - Um dos principais avanços apresentado pelo Departamento de Gestão em Saúde foi a contratação de técnicos em enfermagem para o setor de Transporte Sanitário. Antes, os profissionais desta área eram deslocados de outras unidades, principalmente da Rede de Urgência, desfalcando as equipes. O transporte de pacientes em ambulância teve aumento de 8,72% no quadrimestre chegando a 3.404. 

Considerações - Ao final das apresentações foi permitido aos presentes apresentarem suas opiniões e considerações. Algumas informações complementares foram repassadas pela equipe da Secretaria de Saúde. O presidente da Comissão, vereador Gabriel Baierle, agradeceu a presença de todos e elogiou os números obtidos. Ainda compõem a comissão os legisladores Marly Zanette, Chumbinho Silva, Olinda Fiorentin e Leoclides Bisognin.