jose.seide 24 de Agosto de 2022 at 17:20h

Empreendedorismo: programas voltados a jovens e mulheres formam 1ª turma

Em se tratando de ações do governo municipal de fomento ao empreendedorismo, as duas últimas noites foram bastante produtivas. Dois programas que resultam da parceria entre as secretarias municipais de Políticas para Infância, Juventude, Mulher, Família e Desenvolvimento Humano (SMDH) e do Agronegócio, de Inovação, Turismo e Desenvolvimento Econômico (AgroDeseco) e o Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena Empresa (Sebrae) realizaram a formatura das primeiras turmas no começo desta semana.

 

O Centro da Juventude (CJU) Marcio Antonio Bombardelli, no Jardim Europa, recebeu, na noite de segunda-feira (22), a solenidade de entrega dos certificados de conclusão a nove participantes do “Jornada do Jovem Empreendedor”, ação que integra o programa “Bora Lá Empreender” que visa à capacitação de jovens que desejam montar seu próprio negócio. A iniciativa, aberta a pessoas com idade entre 18 e 29 anos residentes em Toledo, ofereceu assessoria com consultores do Sebrae para os alunos terem uma ideia, conhecerem as possibilidades de vendas e as tendências de futuro no empreendedorismo.

 

Na noite seguinte, o Auditório Acary Oliveira, foi palco da conclusão da primeira turma, com 49 formandas, do “Inspirar, Empreender e Empoderar”, programa que tem o objetivo de despertar a visão empreendedora entre o público feminino. Por meio de atividades práticas e teóricas, noções básicas de abertura e manutenção dos negócios foram apresentadas às participantes nos cinco módulos da capacitação ministrada por profissionais do Sebrae. 

 

Os conhecimentos adquiridos nestas capacitações são, segundo a titular da SMDH, Jennifer Thays Chagas Teixeira, importantes fatores de transformação na vida de 58 pessoas e de suas respectivas famílias. “Esses dois projetos vieram em um momento que a gente tem trabalhado muito com a emancipação, a autonomia e o empoderamento tanto dos jovens quanto das mulheres, oferecendo para eles qualificação para iniciarem ou formalizarem suas empresas, agregando valor de forma correta ao que produzem ou desejam produzir, sendo nossa tarefa oferecer esse suporte”, comenta. “A parte mais bonita de todo esse processo foi ver o quanto uns conseguiram fortalecer os outros, principalmente no programa ‘Inspirar, Empreender e Empoderar’, no qual a maior parte das participantes era composta de microempreendedoras que fazem um trabalho de ótima qualidade e aproveitaram a capacitação para formar uma rede de ajuda mútua”, relata.

 

O titular da AgroDesenvolvimento, Diego Bonaldo, observa que esses programas são importantes à medida que proporcionam o debate sobre empreendedorismo. “Este é um assunto da maior importância e estas capacitações também ensinam os alunos a terem uma postura mais proativa na vida, sabendo, por exemplo, lidar com as pressões envolvidas no desenvolvimento de um produto e na forma de apresentá-lo a clientes potenciais”, explica. “Talvez nem todos os participantes vão se tornar empresários, mas treiná-los e qualificá-los com esta visão empreendedora contribui para o desenvolvimento pessoal e profissional. São programas muito importantes e a gente quer abrir mais turmas em breve para que esse conteúdo chegue ao maior número possível de pessoas”, salienta.

 

Em ambas as formaturas, a servidora Thais Bilherer Paladini de Albuquerque, da Sala do Empreendedor, marcou presença e falou sobre os serviços oferecidos pelo órgão em que atua. Para as mulheres, ela também falou sobre as linhas de crédito disponíveis pela Fomento Paraná e pelo Banco da Mulher Empreendedora.

 

Jovens e mulheres empreendedores de Toledo também podem acessar linhas de crédito com taxas e juros mais acessíveis por meio de financiamentos concedidos por instituições financeiras conveniadas à Sociedade Garantidora de Crédito do Oeste do Paraná (SGC/Garantioeste). Dentro dos limites previstos nas leis “R” nº 123/2015 e “R” nº 9/2021, os tomadores não precisam oferecer garantias para obterem os financiamentos, pois a Prefeitura de Toledo entra como fiadora da operação.